Meio Bit » Baú » Miscelâneas » "Eu não sei usar o Paint"

"Eu não sei usar o Paint"

30/01/2009 às 12:05

Existem (ou deveriam existir) toneladas de livros estudando a interação entre usuários novatos e computadores. Eu mesmo, como observador da espécie, ainda fico espantado com o que encontro.

Um dos principais fatores determinantes de reações estranhas é a idade. Entendam: Eu detesto crianças. Levo uma medalhinha de São Herodes no bolso, e tento me manter afastado de qualquer criatura humana mais nova que meu uisque.

Mas se for para escolher eu prefiro mil vezes dar aula para crianças do que ajudar um adulto a mexer no computador. A criança não espera nada, ela fuça, descobre, quando tem alguma dúvida geralmente ela já sabe exatamente o que quer fazer. E APRENDE.

Já o adulto quer que o computador faça as coisas do jeito DELE. "Eu cliquei enviar, ele deveria saber que o documento que mencionei no email deveria ir junto" (juro, ouvi essa). Adultos também são literais. "aponte o mouse" significa, pro sujeito com mais de 30, que ele deve levantar o mouse e apontar para a tela.

Já vi gente insistindo que o problema da conexão Internet era o mouse. Afinal, se tem fio, tem conexão.

A lógica do dia-a-dia, que essas pessoas já não usam muito é totalmente jogada pela janela, diante de um teclado. Eu tive uma vez que EXPLICAR que não fazia sentido para uma filial da empresa ligada 24/7 na Rede, com acesso ao servidor principal, IMPRIMIR uma planilha Excel, enviar por Fax e depois a mesma planilha ser repassada para algum corno digitar (eu me recusei, daí a explicação). Não digo nem salvar na rede, mas ANEXAR no email. Nem isso, era "complexo" demais. No final acabaram redigitando.

A resistência em aprender algo novo é tão grande que há casos de gente que usa computador por décadas e mantém listinha de procedimentos. "formatar disco", "renomear arquivo", "chamar discador do RedeLivre", com passo-a-passo detalhado, que é algo que eu aceito em linha de comando mas acho patético em interfaces gráficas auto-explicativas.

Para essas pessoas se não está no desktop do Windows, não existe. Nem menu Iniciar sabem usar. O resultado? Gente como essa menina russa, que anunciou um casaco em um site de leilões, mas não queria mostrar o rosto.

Havia duas possibilidades: Descobrir que seu sistema operacional vinha com um editor gráfico básico, capaz de tampar um rosto sem muito esforço ou....

Não sei quanto a vocês, mas eu nunca pensei que o tal Atestado de Burrice fosse uma folha em branco.

Fonte: English Russia

relacionados


Comentários