Meio Bit » Arquivos » Games » Square-Enix e os personagens adolescentes

Square-Enix e os personagens adolescentes

30/01/2009 às 10:23

Eu não gosto muito de imaginar que existe distinção dentro de um determinado gênero de jogo apenas porque ele foi feito no ocidente ou não, mas é inegável que exista certas características nos RPGs japoneses que poucas vezes são vistas nos jogos feitos por essas bandas. Quando eu digo que, na minha opinião, os jogos-de-interpretar-personagens feitos na terra do Sol nascente estão ultrapassados, muitos leitores ficam bravos comigo, mas infelizmente não consigo mais me divertir tanto como antes ao jogar esses games.

Mas enfim, após ler uma declaração feita por Yusuke Naora, diretor de arte da Square-Enix, começo a perceber porque os RPGs japoneses (com raras exceções) já não brilham mais:

O formato dos RPGs aceita muito bem o uso de um adolescente como protagonista. Normalmente você os joga por várias horas, assumindo um personagem relativamente fraco até o tornar forte e maduro, em uma jornada que reflete a transformação de um adolescente em adulto. Esse é um dos motivos que faz com que dê certo termos um protagonista jovem… Não há pressão interna para que façamos um determinado tipo de personagem, mas você perceberá que existe uma expectativa em como um protagonista se parecerá para os jogadores japoneses.

Embora eu entenda o ponto de vista de Naora, fico coma sensação de que ela não passe de uma muleta para o medo de inovar por parte da Square-Enix. Eu não consigo aceitar que um jogo, independente do estilo, só possa ser feito de uma determinada maneira para dar certo. Acho que se pensarmos dessa forma, a tão criticada falta de criatividade por parte das produtoras só tende a piorar.

É para completar a fórmula, além de só usar os já citados adolescentes, a empresa ainda os cria com aparências andrógenas.

dori_rpg_30.01.09

[via Destructoid]

relacionados


Comentários