Meio Bit » Baú » Games » SEGA admite ter traído confiança dos fãs

SEGA admite ter traído confiança dos fãs

Presidente de SEGA admite que empresa traiu a confiança dos fãs e que estão dedicados a focar na qualidade, mas será que devemos acreditar em suas promessas?

08/07/2015 às 10:01

sonic

Aproveitando esta emblemática data, gostaria de fazer uma analogia que pode ser até um pouco injusta — com a empresa japonesa — mas acho que podemos dizer que a SEGA é a CBF dos games. Uma sucessão de decisões claramente equivocadas, uma série de mandos e desmando, mas principalmente, a perda do respeito e a transformação do que um dia representaram em motivo de piadas.

Em ambos os casos o objetivo atualmente é recuperar o prestígio e embora seja muito difícil acreditar que tanto a casa do Sonic quanto o futebol brasileiro um dia se reerguerão, pelo menos em relação a desenvolvedora, lá no Japão eles parecem ter noção de que a situação não está nada boa.

Durante uma franca entrevista dada à revista Famitsu, o CEO e presidente Hajime Satomi falou exatamente sobre como durante a década de 90 a SEGA era conhecida por suas marcas e ainda mais importante, tendo admitido que hoje só lhes restou a reputação de lançar jogos com baixa qualidade.

Tenho conversado com os funcionários sobre como nós deveríamos começar a considerar seriamente a qualidade a partir deste ponto,” disse o executivo. “Especialmente na América do Norte e na Europa, onde o foco maior sempre esteve nos prazos, acredito que se não conseguirmos manter a qualidade, seria melhor não lançarmos nada.

Quanto ao mercado ocidental, aprendemos muito com a Atlus. Se podemos fazer um título com a qualidade adequada, acredito que exista uma boa chance dele se sair bem mesmo no ocidente, para jogadores que gostam de jogar games japoneses.

Nós fizemos o melhor para construir uma relação de confiança mútua com os antigos fãs da SEGA, mas olhando para trás, existiram alguns títulos que parcialmente traíram essa confiança nos últimos 10 anos.


HFPlaythroughs — Sonic the Hedgehog (Mega Drive/Genesis) [Longplay]

Tendo revelado recentemente que passaria a focar na produção de jogos para tablets e smartphones, Satomi não quis prometer nenhum grande lançamento para os consoles para este ano, mas afirmou que é possível que algo seja revelado durante a Tokyo Game Show.

O pior nisso tudo é percebermos que essa promessa de melhoria foi dada quando a SEGA decidiu abandonar a produção de consoles, o que me faz pensar se realmente devemos acreditar num renascimento, pois assim como temos visto no futebol do nosso país, tenho quase certeza de que em ambos os casos as pessoas envolvidas não sabem muito bem o que estão fazendo. Ou melhor, talvez saibam sim e é isso o que preocupa.

Fonte: Siliconera.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários