Meio Bit » Baú » Games » Project H.A.M.M.E.R., o jogo da Nintendo cancelado após 6 anos de produção

Project H.A.M.M.E.R., o jogo da Nintendo cancelado após 6 anos de produção

Depois de ficar por quase seis anos em produção e de ter causado uma tremendo mal-estar dentro da Nintendo, conheça o Project H.A.M.M.E.R., jogo que deveria ter sido lançado para o Wii, mas felizmente foi cancelado.

07/07/2015 às 8:30

project-hammer

Um dos argumentos mais utilizados pelos críticos da Nintendo é de que a empresa gira em torno de meia dúzia de franquias, apenas lançando novos capítulos para marcas bastante estabelecidas e sem inovar, o que particularmente considero um grande absurdo.

Jogos como Pikmin, Chibi-Robo!, Brain Age e Splatoon estão aí para mostrar que existe vida além de do The Legend of Zelda, Mario ou Metroid, mas o que nem todos sabem é que por pouco a empresa não ganhou uma nova franquia, cujo primeiro título deveria ter sido lançado para o Wii.

Com seu desenvolvimento tendo sido iniciado em 2003 e a primeira aparição tendo acontecido na E3 de 2006, Project H.A.M.M.E.R. estava sendo criado pela Nintendo Software Technology, estúdio norte-americano que nos deu jogos como o Metroid Prime: Hunters e o Wave Race: Blue Storm, até que os responsáveis resolvessem cancelá-lo em 2009.

Conhecido internamente como Machinex, inicialmente a ideia era criar algo mais adulto, aproveitando o controle do Wii para permitir que os jogadores destruíssem partes dos cenários, mas ao longo dos anos o game passou por diversas revisões, inclusive tendo ficado bem próximo de ser terminado e até recebido uma roupagem mais bonitinha, quando passou a se chamar Wii Crush. Porém, a produção sempre esbarrava no mesmo problema: falta de diversão.

Segundo relatos, a coisa chegou a um ponto em que houve um racha na equipe, com os ocidentais alegando que suas ideias não eram ouvidas porque não eram japoneses, o que resultou na saída da maior parte dos funcionários ocidentais e na demissão do designer chefe, já era considerado culpado pelo então gerente japonês da NST.

O saldo de tamanho fracasso foi o rebaixamento da Nintendo Software Technology, hoje um dos estúdios com menor força dentro da fabricante e que há muito tempo não recebe a missão de trabalhar com títulos de grande porte, mesmo porque boa parte da sua antiga equipe não está mais na desenvolvedora.

De qualquer forma, o fato é que pelos vídeos com trechos da jogabilidade, o Project H.A.M.M.E.R. parecia uma bela porcaria e acho que o melhor foi mesmo terem nos poupado desta bomba.

Unseen64 Tamaki — Nintendo's Project H.A.M.M.E.R: The Untold Story

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários