Meio Bit » Arquivos » Games » Tá todo mundo se livrando do General Lee. Até a Apple

Tá todo mundo se livrando do General Lee. Até a Apple

Apple bane da App Store todos os aplicativos que façam menção à bandeira da armada confederada, mesmo aqueles que fazem uso dela para detalhar contexto histórico, como os games Ultimate General: Gettysburg e quase todos os Civil War.

26/06/2015 às 15:50

Laguna_Confederate_Flag

Bandeira dos Estados Confederados foi banida dos EUA (crédito: Headline Politics)

O amor venceu na civilização: em decisão apertada, a Suprema Corte dos Estados Unidos aprovou o casamento homo-afetivo. O casamento gay tornou-se legal nacionalmente e, caso não haja reconsideração em três semanas, nenhum dos 50 estados poderá banir a união entre pessoas LGBT.

Enquanto a bandeira arco-íris está em alta, outra foi banida esta semana naquele país: a bandeira da armada confederada.

A bandeira vermelha com cruz azul estrelada de 1863, que virou sinônimo dos 13 Estados Confederados no século XX, infelizmente era usada por alguns grupos para justificar atos violentos de racismo, virando símbolo norte-americano de suposta “supremacia branca”.

O banimento da bandeira confederada atingiu inclusive os games.

Laguna_American_Civil_War_Splash_Screens

A Apple baniu logo de cara na App Store todo e qualquer aplicativo cujo conteúdo contivesse a bandeira da armada confederada. Tal banimento atingiu inclusive jogos que utilizavam tal bandeira para detalhar contexto histórico.

Se um game retrata uma batalha da Segunda Guerra Mundial em meio à Europa, a presença da suástica nazista não é algo estranho por mais que tal símbolo seja um tabu. E é um símbolo totalmente proibido na Alemanha. A mesma coisa ocorre com a bandeira associada aos treze estados confederados: se o jogo se passa durante a Guerra Civil Americana, fica complicado esconder tal bandeira, por mais que hoje ela esteja associada ao ódio racial naquele país.

Andrew Mulholland, da HexWar Games, que o diga: com exceção do Civil War: Bull Run 1861, praticamente todos os jogos da desenvolvedora desapareceram da loja digital da Apple. Segundo Mulholland, a HexWar está revisando todos os jogos que foram banidos, para a retirada da polêmica bandeira neles.

Melhor sorte teve o Ultimate General: Gettysburg, que embora tenha sido banido da App Store, vai continuar no Steam em sua versão para PCs. Segundo a Apple:

Removemos todos os aplicativos da App Store que usavam a bandeira dos Estados Confederados de forma ofensiva ou que fizesse algum tipo de apologia ideológica, algo que viola nossas guidelines. Não estamos a remover apps que usem tal bandeira confederada para fins educativos ou em contexto histórico.”

Vendo pelo lado da Maçã de Cupertino, na dúvida se os jogos são educativos e/ou históricos melhor banir tudo mesmo para evitar futuros problemas legais e, qualquer coisa, que os desenvolvedores se submetam à revisão do software. O chato é que as modificações podem levar vários dias e o processo de aprovação/certificação da Apple na App Store demora outras duas semanas.

O ódio só gera prejuízo; e os símbolos dele, também.

Fonte: Touch Arcade.

relacionados


Comentários