Meio Bit » Baú » Games » Para Reggie Fils-Aime, realidade virtual não é divertida

Para Reggie Fils-Aime, realidade virtual não é divertida

Após Shigeru Miyamoto criticar a realidade virtual, Reggie Fils-Aime segue o mesmo caminho e diz que tecnologia não é divertida.

22/06/2015 às 8:30

virtual-boy

Embora tenha trazido muitas inovações para a indústria, ou pelo menos ajudado a tornar certas tecnologias bastante populares, a Nintendo costuma ser conhecida por demorar muito para adotar algumas tendências e ao que tudo indica, isso deverá acontecer com a realidade virtual.

Depois de Shigeru Miyamoto ter criticado os HMD por achar que tais aparelhos isolam os jogadores, chegou a vez de Reggie Fils-Aime, presidente da Nintendo of America, mostrar-se bastante desanimado quanto ao atual estágio da tecnologia.

Temos conhecimento do espaço técnico e temos experimentado com isso há muito, muito tempo,” disse o executivo. “O que acreditamos é, para que essa tecnologia siga adiante, você precisa torná-la divertida e precisa fazer com que seja social.

Eu não andei pelos corredores [da E3], então não posso dizer o que existe neles hoje, mas baseado no que vi até agora, a realidade virtual não é divertida e não é social. É apenas tecnologia.

Existem algumas coisas no comentário de Fils-Aime que devem ser consideradas. A primeira delas é que diversão é algo muito subjetivo, então fica difícil argumentar contra a opinião. Porém, todas as pessoas que testaram o Oculus Rift e com quem conversei elogiaram muito o dispositivo, dizendo que a experiência proporcionada por ele é fantástica. Por outro lado, será que alguém menos antenado em tecnologia — e que costuma ser alvo da Nintendo — teria a mesma reação?

Além disso, é interessante ouvir uma pessoa com um alto cargo na BigN falando que há muito tempo eles experimentam com a realidade virtual, já que não podemos esquecer que há 20 anos a empresa nos entregou um monstro chamado Virtual Boy, um dos maiores fracassos da indústria e que contribuiu muito para que alguns ainda estejam céticos em relação a realidade virtual.

Veremos então até quando a Nintendo seguirá fazendo pouco caso quanto a essa "novidade", postura que por muito tempo eles tiveram em relação a internet e a alta definição, porque se o Oculus Rift, o Project Morpheus ou até mesmo o HoloLens fizerem sucesso, aposto como essas críticas serão convertidas em grandes elogios, mesmo que tardiamente.

Fonte: IGN.

relacionados


Comentários