Meio Bit » Baú » Fotografia » Filme Polaroid de volta ao mercado

Filme Polaroid de volta ao mercado

20/01/2009 às 19:40

polaroid

Pode parecer uma decisão retrograda, mas tem muita gente que está comemorando a volta da produção do filme Polaroid. A reação em Fórum de fotografia e nas comunidades sérias do Orkut voltadas ao assunto foram muito positivas. Tem muito saudosista que ainda tem uma câmera Polaroid em casa e gostaria de continuar usando os filmes instantâneos. Eu passei por um momento de euforia parecido alguns anos atrás quando a Ilford garantiu a continuidade da produção de filme preto e branco, bem como papeis para revelação e os químicos necessários. Era uma luz no fim do túnel para quem ama ficar trancado em um pequeno laboratório quente e cheirando a vários produtos químicos para revelar suas próprias fotos.

Segundo o caderno de Informática da Folha On Line, o empresário austríaco Florian Kaps, vai assumir a bomba de onde a Polaroid parou em fevereiro de 2008. A notícia, que inclusive foi colocada aqui no Meio Bit, dava conta que a fábrica dos populares filmes instantâneos não agüentou a concorrência com a tecnologia digital e sucumbiu aos desígnios do mercado. Agora a fabrica da empresa na Holanda será reestruturada e voltará a fabricar os filmes tanto para a câmera SX-70 quanto para os equipamentos da série 600. Florian Kaps já se dedica a fotografia instantânea nos últimos cinco anos e é criador do site Polaroid.net, uma espécie de galeria virtual dedicada a fotografia instantânea.

Eu fico feliz com esse tipo de iniciativa. Porém, isso não significa que a Polaroid vai ficar famosa novamente e ser vendida em qualquer loja de fotografia ou de produtos eletrônicos do mundo. O negócio foi reestruturado e vai ter que ser dimensionado e direcionado para o real mercado existente para o equipamento. Assim como o filme preto e branco, é apenas um pequeno grupo de saudosistas, estudantes de fotografia e artistas que usam a tecnologia. A escala de produção é menor e, por conseqüência, mais cara. No fim a Polaroid, que era uma tecnologia das massas, vai ser o reduto de um pequeno grupo que vai ter poder aquisitivo para comprar os filmes.

Fonte: Folha OnLine

relacionados


Comentários