Meio Bit » Baú » Hardware » Guia de Compras: Fontes de Alimentação - Parte II

Guia de Compras: Fontes de Alimentação - Parte II

16/01/2009 às 18:21

Leia a Parte I

Outra dúvida bastante comum e uma infidável origem de erros ao escolher uma fonte de alimentação é olhar apenas os watts e preço, comprar e descobrir numa madrugada durante o fim de semana que ela não serve. Isso, é lógico, depois de montar o computador inteiro.

Mas existem alguns cuidados, ou melhor, informações que você pode obter antes de finalizar a compra. Primeiro, é dimensionar a sua necessidade de uso.

Considerações e Premissas
Se um equipamento consome em média 250W e durante os picos, 320W, você precisa de uma fonte com pelo menos uma folga de 10-20% de margem do pico. Nesse caso, a fonte deve ter um valor entre 350W e 380W.

Mas digamos que você resolveu comprar uma fonte para um PC Frank que vai ser usado para games. Então, o maior consumidor de energia será a placa de vídeo. E aí você deverá levar em consideração as exigências da placa.

Não adianta olhar apenas os watts totais pois é possível que ela não seja capaz de fornecer o fluxo necessário de elétrons para a placa executar as tarefas. O resultado pode variar, mas normalmente ocorrem quedas de performance, instabilidade, reinicializações sem motivo aparente e queima de componentes em casos mais extremos: uma fonte sob estresse causa enormes quantidades de calor.

O outro fator importante é que você não quer seu equipamento rodando em sua capacidade máxima o tempo todo. Lembra da certificação 80Plus? Os testes mostram que a carga em torno de 50% do máximo chega a ser 5-10% mais eficiente que o máximo. Isso não significa que você deve comprar sempre o dobro. É desperdício de dinheiro e acredito ser melhor encontrar o melhor custo/benefício.

PC Comum

Use essa calculadora de power supply unit (psu) e escolha os componentes. Se você não tem a mínima idéia, use uma ferramenta como o Sisoft Sandra Lite para listar seu equipamento. Ou peça ajuda do amigo-que-conhece-de-computador.

PC Entusiasta

É o meio termo, entre games e o comum. É uma máquina que segue a linha potente para aplicativos e suficiente para games. Ela não irá rodar nada em SLI ou Crossfire, por exemplo. Pode ter uma grande quantidade de HD e memória.

A calculadora pode ser a mesma usada acima, mas use como margem 20-30%. Essa é uma máquina que irá sofrer upgrades por um bom tempo.

A configuração do PC Frank 2009 usa uma fonte Thermaltake de 600W. O
recomendado foi 496W e com acréscimo de 20%, 595W.

PC Games
Use essa outra calculadora. Ela leva em contra justamente o que é mais importante para uma máquina de games.

Agora, procure saber as exigências de corrente elétrica da(s) placa(s) de vídeo. O somatório total das recomendações do fabricante na saída de 12V devem ser comparados com o da fonte de alimentação escolhida.

Tanto a nVidia quanto a AMD/ATI fornecem listas de fontes certificadas, que teoricamente foram testadas por eles. Convém pelo menos consultar as listas para encontrar modelos parecidos, equivalentes ou semelhantes.

Boas compras!

relacionados


Comentários