Meio Bit » Baú » Games » Estúdio fala sobre como pretende manter viva a história dos games

Estúdio fala sobre como pretende manter viva a história dos games

Responsáveis pela coletânea do Mega Man recém-anunciada, o Digital Eclipse é um novo estúdio cujo objetivo é manter viva a história dos games. Será que eles conseguirão?

12/06/2015 às 8:30

cartuchos-nes

Se tem uma coisa que ficou clara nos últimos anos no mundo dos games, é que remasterizações e remakes costumam vender. Diversas empresas tem aproveitado a nostalgia das pessoas para lucrar com o relançamento de jogos que fizeram algum sucesso, postura que inclusive tem gerado algumas críticas em relação a nova geração de consoles, mas será que os profissionais da área estão mantendo a história dos games da maneira correta?

Pois de acordo com Frank Cifaldi, chefe de restauração do recém fundado estúdio Digital Eclipse, a resposta é negativa. Responsáveis pelo Mega Man Legacy Collection, o foco da empresa será justamente trabalhar na recuperação de clássicos, assunto sobre qual opinou o profissional.

Os filmes possuem a Criterion Collection, mas não há nada parecido para os games,” declarou Cifaldi. “Vivemos na era dourada de uma nova forma de expressão artística e não estamos fazendo um bom trabalho para garantir que nossos jogos estarão disponíveis daqui a cinco anos, muito menos daqui a 50. Quanto mais pudermos fazer hoje para levar a preservação dos games a sério, mais segura a história estará.

Contando com um modo onde teremos acesso a bastante material dos seis jogos que estarão presentes na coletânea, o objetivo da Digital Eclipse é atender os fãs mais antigos, mas também apresentar a franquia para a nova geração, o que sem dúvida é o melhor para manter sua história viva.

Já planejando fazer o mesmo com outras franquias, a Digital Eclipse inclusive desenvolveu uma engine própria que visa facilitar adaptação de jogos antigos para as plataformas mais modernas, pois de acordo com eles, assim que um jogo for levado para a ferramenta, ele funcionará em qualquer console ou sistema operacional em que ela estiver disponível, sendo o que poderíamos chamar de “à prova de futuro”.

No fundo fico um pouco receoso quanto a essas promessas do tipo “nós manteremos viva a história dos games”, mesmo porque a quantidade de jogos que ainda precisamos resgatar é simplesmente absurda. No entanto, se tal iniciativa da Digital Eclipse pelo menos servir para incentivar outras empresas, então acho que eles já serão dignos de elogios.

Fonte: The Verge.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários