Meio Bit » Baú » Ciência » Airbus desenvolve foguetes kryptonianos

Airbus desenvolve foguetes kryptonianos

Adeline não é um dildo, é um foguete. Quer dizer, é um avião-foguete, que também funciona como motor principal de um foguete e-sei lá, é a resposta da Airbus à SpaceX, o que significa que Elon Musk não irá perder muito sono hoje.

11/06/2015 às 7:30

tumblr_nbt227NVSh1qgkcqko1_1280

Apesar de todo o romantismo envolvido a indústria espacial é igual a qualquer outra, estando à mercê das idéias e desejos de seus consumidores, e uma tendência (moda é feio) forte é a reusabilidade. Do ponto de vista econômico é algo que só fará sentido muito mais tarde, ou talvez nunca. Por isso a NASA prefere cápsulas simples, depois de perder vidas demais com os Shuttles.

Mesmo assim a possibilidade de economia é interessante, e fica bem na fita promover sustentabilidade e outros blablablás enquanto queimam centenas de toneladas de querosene em alguns minutos.

Como a maioria das empresas não tem a ousadia da SpaceX, planejam graus menores de reusabilidade, concentrando no motor, que é a parte mais cara. A Airbus, que faz parte do consórcio Ariane, está propondo uma solução que não deixa de ser interessante, a Adeline.

9i8

Esse supositório voador seria a base de um foguete, englobando o motor e duas aletas que depois funcionariam como asas.

Depois de queimar seu combustível e liberar o segundo estágio, o primeiro começaria a cair. A maior parte, composta do tanque de combustível se separaria. Adeline então planaria por um tempo, abriria suas hélices e pousaria em uma pista convencional. Assim:

BergerSN — Meet Adeline, Airbus' Answer to SpaceX Reusability

É legal e tchuns mas esse dildo voador representa tanto, tanto peso desnecessário que o argumento da Airbus, que Adeline consome muito menos combustível que o Falcon 9 reutilizável da SpaceX não convence. Economia por economia se fosse assim estariam lançando satélites com dirigíveis.

Fonte: Digital Trends.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários