Meio Bit » Arquivos » Games » Valve passa a oferecer reembolso para jogos comprados no Steam

Valve passa a oferecer reembolso para jogos comprados no Steam

E depois de muitos pedidos, Valve passa a oferecer reembolso facilitado para jogos comprados pelo Steam, mas alguns desenvolvedores estão preocupados com a novidade.

03/06/2015 às 8:24

steam-money

Apesar de nunca ter precisado acionar o sistema de reembolso do Steam, eu já ouvi muitas reclamações em relação a maneira como o serviço de distribuição digital da Valve trata o assunto, mas felizmente isso parece ser um problema que ficará no passado.

Agora, qualquer usuário poderá solicitar por aqui um reembolso a qualquer momento, seja para jogos, DLCs ou mesmo créditos adicionados às suas carteiras, porém, existem algumas regrinhas que deverão sem cumpridas para que a pessoa tenha direito à devolução do dinheiro.

A primeira delas é que o jogo deve ter sido adquirido a no máximo 14 dias, o que convenhamos, é tempo mais do que suficiente para decidirmos se queremos ficar com aquela compra ou não. Além disso, só podemos ter jogado o game por no máximo duas horas, mas o melhor de tudo é que mesmo que esses prazos tenham sido extrapolados, a Valve afirma que o pedido pode ser feito, a diferença é que aí o reembolso não será automático, podendo até não acontecer.

Você pode requisitar o reembolso de quase tudo no Steam — por qualquer motivo. Talvez o seu computador não atenda aos requisitos mínimos; talvez você tenha comprado o jogo por engano; talvez você tenha jogado por uma hora e simplesmente não gostou do jogo,” diz a página do Steam.

Com isso, acho que podemos dizer que chega ao fim as desculpas para não comprarmos um jogo por medo dele não funcionar no nosso computador, sem falar naquelas aquisições feitas por impulso ou que descobrimos tarde demais se tratar de um jogo repleto de bugs.

Contudo, não são todos que estão comemorando a novidade. Conforme o blog Rock, Paper, Shotgun apontou neste artigo, alguns desenvolvedores alegam que isso poderá facilitar muito a pirataria de títulos que não utilizam o sistema de DRM do Steam, já que o jogador poderá ficar com o jogo mesmo após pedir o reembolso.

Além disso, eles chamam a atenção para títulos que poderão dar cartas dentro deste período de duas horas, sem falar naqueles cujas campanhas podem ser concluídas dentro deste tempo limite. Por fim, quem garante que grupinhos não se organizarão apenas para pegar um determinado game, jogá-lo e depois que fizerem uma análise negativa, pedir a devolução do dinheiro, só para sacanear o estúdio?

Em relação a pirataria, isso já acontece por exemplo no GOG, já que todos os jogos vendidos por lá são livres de DRM, mas não podemos ignorar a enorme quantidade de usuários que o Steam possui, muito menos a capacidade do ser humano de tentar tirar proveito das situações.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários