Meio Bit » Baú » Demais assuntos » PontoFrio.com - Minha Pior Compra Online em 10 anos

PontoFrio.com - Minha Pior Compra Online em 10 anos

12/01/2009 às 10:21

Minha primeira compra via Internet foi em 1998, um livro da Amazon.com. Desde lá, eu já comprei todo tipo de produto, principalmente eletrônicos. Já comprei monitores CRT, LCD, processadores, placas de vídeo, player de DVD e tudo mais que vocês possam imaginar, exceto alimentos ou perecíveis.

Então foi natural comprar um forno de micro-ondas para presentear de Natal. Aparelho em bom preço, o nosso primeiro-cefalópode, o presidente Squid dizendo para não acreditar na crise nem nas milhares de demissões, fui às compras. Pesquisa aqui e alí, PontoFrio.com, compra efetuada, pagamento feito no dia 27 de Outubro, via boleto bancário.

E aí começa um tormento. O forno chegou destruído. Como não tinha ninguém em casa, resolveram largar ele na portaria, começando as várias quebras de contrato que o próprio PontoFrio Ruimzão declara no website.

Ligo para a empresa, 0800, musiquinha e relato o problema. A resposta foi interessante e era mais ou menos o seguinte:
- O produto não poderia ser trocado. Primeiro ele seria recolhido, 10 dias úteis se passariam, aí eles iriam gastar mais um outro número de dias úteis decidindo se:
1. Trocariam o forno.
2. Chegariam a conclusão que a culpa dele ter sido entregue destruído era minha e eu teria que conviver com o prejuízo.

Entre o certo e o incerto, resolvi apelar pelo direito do consumidor que faz compra online ou por telefone e desisti da compra. Ora bolas, era a única opção razoável: dentro dos 7 dias, a lei me protege, depois, ficaria nas mãos da empresa.

Desistência feita e cadastrada, o forno foi recolhido no dia 4 de Novembro de 2008. Ligo para lá: precisam de 20 dias úteis para devolver o dinheiro. Incrível, estamos na era do comércio online e eles demoram 20 dias úteis para efetuar um doc? Agilidade, zero. Mas os atendentes, pelo menos comigo, foram educados.

Passam os 20 dias úteis. Nada de dinheiro na conta. Ligo de novo: é senhor, a devolução está com atraso. "Vamos encaminhar para o departamento financeiro."

Mais dias úteis... o Natal chegou, nada. Aí recebo um e-mail dizendo que eles vão iniciar o processo de verificação de pagamento! E o pior de tudo é que o contato por e-mail da empresa não funciona. Esqueça, o atendimento online deles foi muito mal avaliado pelo O Globo e tem eficiência de apenas 15%. Bem... eu fiquei dentro das estatística de mal atendimento nos 85% que eles não sabem, não querem ou não tem competência para atender.

O problema foi resolvido apenas agora, dia 6 de Janeiro, depois de ameaçar tomar medidas legais.

As empresas no Brasil ainda tem um longo caminho para aprender a tratar o consumidor com respeito. Eu joguei dentro das regras deles e mesmo assim, fui tratado com descaso. Eu NUNCA mais vou comprar nada do PontoFrio.com e fica o alerta que a empresa tomou bomba em vários quesitos de qualidade de atendimento, publicados, inclusive, em jornal de grande circulação como mencionei acima. E o mais incrível é justamente isso: online, o atendimento deve ser diferenciado, superior e com tempo de resposta ágil. O símbolo da empresa é um pinguim e isso é um desrespeito ao animal. Deveriam mudar de reino (Protista) e usar como mascote, uma ameba.

relacionados


Comentários