Meio Bit » Baú » Filmes e séries » E essa agora: Netflix começa a testar ads

E essa agora: Netflix começa a testar ads

Oh-oh: Netflix começa a testar formato de exibição de comerciais de seu conteúdo original; serviço afirma que não pretende inserir ads de terceiros

02/06/2015 às 11:00

oitnb

É verdade que todos nós adoramos a Netflix. O serviço é excelente, entrega conteúdo de qualidade em quase qualquer plataforma conhecida, possui um portfólio de produções originais de tirar o chapéu e por causa disso, os R$ 19,90 mensais nem chegam a doer no bolso.

Só que pelo visto o serviço de streaming não está muito contente com o dinheiro que anda fazendo e considera tomar uma atitude não lá muito agradável: passar a veicular comerciais antes e depois da exibição das atrações.

Por enquanto a Netflix está testando com conteúdo próprio: usuários nos estados Unidos têm relatado que o serviço exibe anúncios de séries como House of Cards e Orange is the New Black em dispositivos como Xbox One e nos apps de aparelhos como TiVo e Roku. Usuários do Brasil já dizem ter visto ads de Sense 8, nova série que estreia nesta sexta-feira (se for o seu caso, deixe um comentário).

Um porta-voz da Netflix disse em comunicado oficial que a empresa, assim como qualquer outra de tecnologia testa novas funcionalidades e pode ser que a veiculação de propaganda nunca seja posta em prática. Por outro lado, como a Netflix já possui uma análise comportamental de cada usuário isso seria um cenário improvável, pois ela é plenamente capaz de exibir anúncios de conteúdos mais adequados a cada gosto particular.

A Netflix por enquanto jura de pés juntos que não vai, em hipótese alguma veicular conteúdo de terceiros. Isso é uma coisa boa, mas me pergunto até quando essa postura vai durar: um banco de dados preciso com os gostos particulares de cada usuário é algo pelo qual publicitários e detentores de copyright matariam para ter acesso, a fim de venderem seus produtos de forma mais eficiente.

Só que precisamos parar para nos atentar a um fato, entretanto: o Netflix já é um serviço pago e muita gente têm migrado cada vez mais das TVs aberta e por assinatura para o streaming principalmente por não ter que engolir 30 minutos de comerciais a cada 15 de conteúdo. Exibição de ads seria aceitável em um formato como o do Crunchyroll (ok, talvez não tão abusivo assim...), que veicula propagandas e spots apenas na modalidade gratuita. Você paga para não ser mais importunado.

Pode não dar em nada, pode ser que a Netflix apenas faça propagandas de seu conteúdo original... ainda é cedo para saber. Mas é fato que ninguém gosta de perder tempo com anúncios em um serviço de streaming pelo qual está pagando para utilizar.

Fonte: Motherboard.

relacionados


Comentários