Meio Bit » Baú » Games » Aprendendo através dos games

Aprendendo através dos games

09/01/2009 às 10:16

Uma enorme parcela das pessoas que cresceram jogando videogames defendem a idéia de que é possível aprender muito com os jogos eletrônicos. Não é raro vermos casos de jogadores que aprenderam a falar uma segunda ou terceira língua graças aos games ou aqueles que obtiveram um bom conhecimento histórico ou geográfico por causa das histórias contadas nessa forma de entretenimento.

Recentemente comecei a jogar o RPG Eternal Sonata no meu Xbox 360. Caso não saiba, o jogo conta o último sonho que o compositor polonês Frédéric François Chopin teve em seu leito de morte e embora o jogo esteja recheado de metáforas, tenho que elogiar a forma como os produtores conseguiram homenagear o compositor. Além do jogo estar me agradando bastante devido ao interessante enredo e bom sistema de batalha, o que mais me impressionou é que ele acima de tudo se trata de uma bela forma de contar a história de Chopin.

dori_es_09.01.09

Após jogar um pouco, é impressionante a vontade que senti de saber mais sobre a vida e obra do pianista e um exemplo do que ajudou a atiçar minha curiosidade pode ser visto no início do jogo. O primeiro capítulo do game se chama Raindrops e após chegar em um determinado ponto, começará a chover e enquanto uma das criações de Chopin toca ao fundo, lhe será contada a forma como ela foi composta e sua ligação com a chuva.

Mesmo não sendo importante para o desenrolar do jogo, não entrarei em detalhes para não estragar a surpresa de quem for jogar, mas achei fascinante como a situação foi amarrada e como aquele homem possui uma história de vida fantástica, embora sofrida.

O que quero dizer aqui com essa passagem do jogo é que acho que as produtoras deveriam aproveitar mais os games para levar conhecimento ao jogador. Assim como o cinema vive fazendo com as biografias, acho inteiramente possível que algo semelhante seja feito com a dita 10ª arte. Podem me chamar de tolo, mas não me canso de dizer que acredito sim nos videogames como forma de arte e principalmente de cultura, por outro lado, há de se dizer que os jogadores também devem fazer sua parte, deixando um pouco de lado “Wing Elevin” e Counter Strikes e dar um pouco de chance a títulos que possuem conteúdo.

De qualquer maneira, deixo aqui a dica, se tiver a oportunidade, jogue Eternal Sonata, se você não possui um PS3 ou um Xbox 360, ao menos faça uma pesquisa na internet para saber um pouco de Chopin. Lhe garanto que em ambos os casos a recompensa será imensa.

relacionados


Comentários