Meio Bit » Baú » Hardware » CES: A Palm Voltou!

CES: A Palm Voltou!

09/01/2009 às 10:11

A diferença entre bater na Palm e bater no Stallman é que o último ainda apresenta sinais vitais, enquanto a Palm era dada como morta faz tempo. Não mais. Ela voltou de além da morte com uma disposição digna de George Romero, e conseguindo até desfazer o fiasco que foi sua última apresentação, quando lançaram (e logo depois cancelaram) o Palm Fooleiro.

Nesta última CES a empresa conseguiu mostrar um produto que fez seus maiores críticos (eu) admitirem que "agora vai": O Palm Pré.

O Smartphone é a iniciativa mais ousada da história da empresa, resolveram enterrar de vez o Palm OS (já vai tarde), perceberam que não adianta ter uma biblioteca de 20.000 aplicações de 10.000 são blocos de notas e todas as importantes já estão portadas (e melhor) para a concorrência. Então criaram um sistema operacional novo, minimalista, baseado em Linux e Webkit, chamado WebOS.

Vamos às características técnicas:

  • Resolucão 320x480
  • Tela de 3,1 polegadas
  • EVDO Rev A.
  • WIFI 802.11 b/g
  • GPS
  • Bluetooth estéreo A2DP
  • 8GB de memória
  • Processador TI OMAP
  • Multitouch
  • Acelerômetro
  • Sensor de proximidade
  • Sensor de luz ambiente
  • Câmera de 3MP (flash de LED)
  • Bateria removível
  • Alto Falantes
  • MicroUSB e USB com capacidade Host
  • Teclado qwerty embutido

Dimensões: 59,5mm x 100,5mm x 16,95mm

Peso: 135g

Tecnicamente, nada "uau", parece a descrição de um smartphone decente, e nada mais. Onde está então a novidade?

"É a interface, estúpido", coisa que vemos repetindo para os freetards desde sempre, e NUNCA aprendem. Pois bem; a Palm pegou o iPhone, destrinchou o que ele fazia e melhorou onde era possível melhorar, trabalharam com o conceito de tarefas, não aplicações.

Lembre-se, só quem usa o termo "frescuras gráficas" é gente que acha que VI é vida.

A Palm colocou um processador poderoso no aparelho, com isso simplesmente não há atrasos, tudo é chamado e exibido com presteza, mesmo para os padrões do iPhone.

O uso de tela é maximizado, e não há botões de hardware,

Abaixo um vídeo de 8 minutos demonstrando a Interface:

O aparelho ainda está em fase de protótipo, não é a versão final, mas já impressiona bastante. Seguindo a linha Apple, ele simplesmente funciona, e bem. Não tentaram enfiar 2 milhões de funcionalidades E, principalmente, tiveram os cojones de baldar toda uma geração de aplicações E desenvolvedores:

"existem centenas de milhares de desenvolvedores Palm e milhões de desenvolvedores web", foi dito na apresentação. E eles são importantes pois o Pré é todo baseado em web.

Aparentemente a Palm está apostando em conexão permanente, por isso apropriou-se do conceito de WebApps.

Aqui mais uma vez demonstraram cojones, pois a própria Apple não conseguiu convencer seus desenvolvedores (e consumidores) que o modelo de aplicação via Web era viável. A Palm quer ter sucesso onde o Campo de Distorção de Realidade falhou, e por isso sequer mencionou SDK para o Pré. Aplicação é via Web. Não gostou? Compre um OpenMoko.

Vai dar certo? Não sei, mas a Palm já mostrou que tem capacidade de voltar dos mortos uma vez, dela tudo é possível.

Fonte: Ars Technica

relacionados


Comentários