Meio Bit » Baú » Ciência » DS está sendo utilizado por presos japoneses para combater a demência

DS está sendo utilizado por presos japoneses para combater a demência

Para aliviar o sofrimento de presos com mais de 65 anos diagnosticados com demência, prisão japonesa está usando o Nintendo DS como ferramenta de apoio.

22/05/2015 às 8:31

ds

De acordo com um artigo publicado pelo jornal Mainichi Shimbun, os detentos da prisão Oita que possuem mais de 65 anos estão utilizando o Nintendo DS para combater uma terrível doença, a demência.

Após verificar que 21% dos presos acima desta idade apresentavam o problema, número superior a média da população japonesa, que é de 18,2%; desde 2010 os administradores do local tem realizado um programa para manter essas pessoas ativas, como yoga, exercícios de alongamento e jogos cerebrais para o portátil da Nintendo.

Por terem que lidar com outros prisioneiros que demonstram maiores ou menores graus de alucinações, aqueles diagnosticados com demência costumam ter o quadro agravado após se tornar um interno e como de 1994 para 2013 o número de detentos acima de 65 no Japão quase quintuplicou, é essencial que exista algum tipo de programa que pelo menos ajude a controlar os sintomas.

Após eles saírem da prisão, espero que tomem medidas para continuarem cuidando de sua saúde mental, como usando o DS,” declarou o diretor da prisão. “Precisamos de um sistema de suporte quando eles forem soltos, também.

Isso me faz pensar em como os videogames costumam ser menosprezado por muitos profissionais da saúde. A demência é uma doença que tem se tornado cada vez mais comum e devastadora, e se estudos dizem que os jogos eletrônicos podem ajudar as pessoas a manterem seus cérebros em atividade, porque não utilizar essa ferramenta para auxiliar no tratamento desses pacientes?

Enfim, está aí mais um lição dada pelos japoneses e mais uma demonstração de que se bem utilizados, os videogames podem servir para muito mais do que apenas entreter.

Fonte: Siliconera.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários