Meio Bit » Baú » Hardware » Surgem primeiras informações sobre o Moto X de 3ª geração

Surgem primeiras informações sobre o Moto X de 3ª geração

Fontes internas revelam possíveis especificações da versão 2015 do Moto X; top de linha da Motorola pode receber um poderoso upgrade

06/05/2015 às 9:31

moto-x-2014

Enquanto algumas pessoas esperam pacientemente pelos updates em seus aparelhos Moto para o Android 5.0 Lollipop (a próxima rodada para o 5.1 já está a caminho), a Motorola trabalha silenciosamente em sua linha de dispositivos para 2015.

Agora surgem na internet as primeiras informações a respeito da terceira geração do Moto X, seu carro-chefe. E de acordo com as specs vazadas ele receberá um senhor upgrade.

O Moto X 2014 foi lançado em setembro último, e é um aparelho top de linha com pretensões modestas. Menor do que a maioria de seus concorrentes, seu hardware interno entretanto o colocava pau a pau com os high-ends da Samsung e LG. O preço reduzido também era um fator muito interessante.

moto-x-2015-specs-leak

Só que de acordo com as especificações vazadas agora, o novo modelo ficará bem à frente tanto do Moto Maxx quanto do Nexus 6 (este último não foi muito bem aceito, tanto é que ao que tudo indica ele não dará as caras por aqui): fontes internas na companhia dizem que a versão 2015 do Moto X contará com um SoC Snapdragon 808 da Qualcomm, hexa-core de 64 bits com dois núcleos Cortex-A57 de alta performance, quatro A53 de menor desempenho e GPU Adreno 418. Isso mostra que ou a Motorola não está tão confiante no que diz respeito ao Snapdragon 810 (assim como a Samsung; a LG o introduziu no G Flex 2 mas mudou de ideia no G4, já a HTC enfrenta alguns problemas no M9), ou preferiu o 808 para reduzir o preço final do aparelho.

O display de 4,7 5,2 polegadas do X saltará da resolução Full HD para Quad HD (565 ppi), sendo este o mesmo presente no Moto Maxx. Ele terá 4 GB de RAM, câmeras principal de 16 megapixels e frontal de 5 MP, armazenamento interno de 32 ou 64 GB, bateria de 3.280 mAh e Android 5.1.1 Lollipop.

O que podemos tirar dessas informações? Com um Moto X tão potente, é possível que a estratégia do Moto Maxx/Droid Turbo não tenha dado tão certo quanto a Motorola esperava, o que pode levá-la a investir pesado em seu dispositivo de maior destaque. Ao torna-lo mais poderoso ele baterá de frente com os já lançados HTC One M9, LG G4 e os Galaxies S6 e S6 Edge, todos equipados com chips de 64 bits. Por isso é possível que o Maxx não receba uma nova versão neste ano.

Por outro lado isso pode gerar um problema: o preço do Moto X, que ao menos no Brasil sempre foi competitivo pode aumentar consideravelmente (talvez chegando aos R$ 2,4 mil fixados oficialmente no Maxx no momento). Claro, ainda está longe dos altos valores praticados pela Samsung e Apple, mas é provável que principalmente devido à alta do dólar não mais teremos um top de linha na faixa dos R$ 1,5 mil.

Claro, isso são apenas especulações. O lançamento do Moto X de terceira geração ainda vai demorar e até lá é certo que teremos mais informações a respeito do smartphone. Vamos aguardar.

Fonte: STJS Gadgets via Phone Arena.

relacionados


Comentários