Meio Bit » Baú » Engenharia » Histeria do Dia: os Jumbos Airbus 787 da Boeing podem cair graças ao Bug do quase 1/1000 de Milênio

Histeria do Dia: os Jumbos Airbus 787 da Boeing podem cair graças ao Bug do quase 1/1000 de Milênio

Bug nos Boeing 787, vamos todos morrer? Segundo a maioria dos portais sim, mas o MeioBit não é a maioria dos portais. Clique e descubra como o tal terrível bug que causa “perda de controle” é basicamente uma curiosidade de laboratório.

06/05/2015 às 11:41

tumblr_inline_mi1gtvdcM71qz4rgp

Uma vez, muito tempo atrás um sujeito chegou me contando que haviam descoberto um bug terrível, que iria ser o fim da Microsoft. Peço pra ele contar. Basicamente haviam descoberto que nas instalações do Windows 95 havia um contador de tempo de uso, e se o valor ultrapassasse 30 dias o sistema resetaria.

Eu comecei a rir. A possibilidade de uma máquina Windows 95 funcionar 30 dias sem reboot era ínfima, pra não dizer impossível. O 95 era um amontado de gambiarras, mais instável do que a Miley Cyrus numa overdose de café. Era raro passar o dia sem pelo menos uma tela azul. O tal bug não poderia acontecer.

Agora a história se repete. No final de abril as empresas começaram a repassar memorandos alertando de um bug que afeta as GCUs (General Control Unity) dos geradores do Boeing 787.

O Boeing 787 tem 6 geradores, dois em cada motor e mais dois na Unidade de Potência Auxiliar, a APU. Ele gera mais energia que um DeLorean, pode entregar 1,4 MW. Esses geradores são controlatos pot 6 GCUs, que utilizam um contador de uptime armazenado em um inteiro de 32 bits, com sinal, o que significa que comporta valores de 0 a 2.147.483.647.

Esse é o problema. Os nerds desocupados caçando cabelo em ovo descobriram que com 248 dias de uso continuo as GCUs travam, entrando em modo de segurança. Isso poderia fazer com que o avião ficasse sem energia elétrica nos sistemas e caísse feito uma pedra, afinal aerodinâmica depende de eletricidade agora.

Dica: 248 dias em centésimos de segundo é 2.142.720.000.

Aqui entra o Efeito-Windows. As chances de um 787 permanecer com seus sistemas ligados por 248 dias é ZERO. As chances de NENHUMA dessas GCUs ou motores passar por manutenção nesse período é menor que zero.

Equivale a você casar com a Luciana Vendramini e uma bruxa invejosa jogar uma maldição onde ela morrerá se você não a ver pelada pelo menos uma vez por mês.

MESMO que um 787 ficasse oito meses sem reboot, mesmo que os geradores parassem de gerar energia, quando 3 falham a APU entra em ação. Ela é esse negócio aqui, que parece o fiofó do avião:

0282799

Na foto é um 747. No caso do 787 a APU é uma Hamilton Sundstrand APS 5000 (belo nome) que essencialmente é um 3º motor dedicado à geração de energia e alimentação dos (três) sistemas hidráulicos. Essa Hamilton gera 1.100 bhp, mas se falhar, bem… o 787 ainda tem este brinquedo aqui:

787flgiht2

Não está dando pra ver? Um momento. ENHANCE!

lot-mx-hangar-11-640x426

Isso é uma RAT — RAM Air Turbine, basicamente um catavento ligado a um gerador que usa o ar em movimento para gerar energia. Ela é acionada mecanicamente de forma automática se a APU falhar.

SE a RAT falhar (não teria como, não tem GCU envolvida) aí a coisa ficaria séria, certo?

Naããããão exatamente.

Você estaria restrito a baterias, e como o Boeing 787 consome energia com a mesma voracidade de um Android de 1ª geração, é melhor pousar logo, e pedir pro pessoal parar de pedir lasanha de microondas na classe econômica. Em resumo:

Pior cenário possível: oops, geradores pararam. Ploft, desce o ventilador. Ok, belo susto, vamos achar um lugar pra pousar.

MESMO isso é impossível, é mais fácil os seis geradores pararem por coincidência do que um 787 ficar OITO MESES sem manutenção nos motores. Ou sem ser desligado. É um bug interessante mas sem nenhuma consequência, exceto render cliques para portais que vivem de propagar histeria ludita e medo irracional de qualquer tecnologia mais avançada que barro fofo e e pedra lascada.

A Boeing por sua vez está estudando uma correção, que se resume a alterar o tipo do contador de Int32 pra Int64, ou Long Long logo, o que não resolveria o problema mas faria com que ele só acontecesse com aviões voando 3 bilhões de anos sem reboot. Mesmo assim é capaz de algum portal reclamar.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários