Meio Bit » Baú » Ciência » Oh-oh, Kal Drogo não quer o novo telescópio no Hawaii. (se ainda fosse o Aquaman…)

Oh-oh, Kal Drogo não quer o novo telescópio no Hawaii. (se ainda fosse o Aquaman…)

E os EUA estão com problemas com seu novo super-telescópio de US$ 1,4 bilhão. Um problema bem cabeludo: Kal Drogo. Isso mesmo, Jason Momoa está liderando uma campanha contra o projeto, alegando que o TMT está sendo construído em território sagrado…

14/04/2015 às 14:42

928351_804199986282507_505758509_n

Jason Momoa começou bem chutando bundas em Stargate Atlantis, depois foi brincar de churrasco grego com a loirinha de Westeros, e agora em uma daquelas coincidências estranhas e sem significado, será o herdeiro do trono de Atlantis, como Aquaman.

Havaiano de origem, ele agora está envolvido em uma campanha que vem arregimentando muitos defensores, principalmente entre artistas. Envolve o TMT — Telescópio de 30 metros, uma estrutura monstruosamente grande que está sendo construída em Mauna Kea.

tmt

O TMT usa óptica adaptativa para compensar a distorção atmosférica, e o ar fino e não poluído do alto do vulcão (espera-se) extinto é perfeito para a captação de imagens incrivelmente nítidas e detalhadas dos mais distantes recantos do Cosmos.

Drogo não quer saber. Ele e outros manifestantes alegam que Mauna Kea, o vulcão, é território sagrado e não pode ser profanado por essa obra. A briga é feia, a campanha “Nós Somos Mauna Kea” está se espalhando no mundo real, dia 2 de abril 31 pessoas foram presas numa manifestação que bloqueou acesso ao canteiro de obras.

Se o TMT for embargado, há poucas chances do projeto de US$ 1,4 bilhão ganhar um novo lar.

Preservar cultura nativa é sempre importante, ainda mais com a pilhagem sistemática que ocorreu por exemplo no Egito, até o começo do século XX. Só há um pequeno detalhe que enfraquece a manifestação e a causa em si. Na verdade, 2.

O primeiro é que não há absolutamente nada na região, o Mauna Kea é uma região desolada, literalmente sem uma árvore sequer.

Segundo, não é como se estivessem destruindo uma tumba em uma montanha inacessível. O TMT será o 14º telescópio construído lá. Veja como é a montanha hoje:

labs_ASTR1401_telescopes_kea

São telescópios do mundo inteiro, há equipamentos japoneses, europeus, canadenses, ingleses e até o Gemini, em consórcio com EUA, Canadá, Chile, Argentina, Austrália e Brasil.

Eu entenderia se estivessem construindo um telescópio em Alexandreta, mas hello? O topo da montanha já está atulhado de instalações científicas, não é meio tarde pra dizer que AGORA é sacrilégio e o TMT especialmente ofenderá os ancestrais?

Fonte: The Daily What.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários