Meio Bit » Baú » Internet » Pesquisadores estão desenvolvendo algoritmo caça-trolls

Pesquisadores estão desenvolvendo algoritmo caça-trolls

Pesquisadores da Universidade de Cornell estão desenvolvendo algoritmo que já consegue detectar 80% de comentários de trolls em discussões na internet

14/04/2015 às 11:02

trolls

Ninguém, ninguém gosta dos trolls da internet. Eles são uma das formas de vida mais baixas que conhecemos, perdendo apenas para os comentaristas de portais de notícias. Lidar com eles é passar pelo inferno todos os dias, é um saco ter que desinfetar sua área de comentários por conta de um engraçadinho ou um SJW fugido do Tumblr.

Aqui nós temos o Protocolo ZICA (Zero Idiot Comment Act), que entra em ação toda vez que alguém passa dos limites mas ainda é um processo manual. Não seria tão melhor se tivéssemos uma ferramenta pronta para detectar comentários nocivos e obliterasse não só a mensagem, como o comentarista da existência? É o que pesquisadores da Universidade de Cornell estão desenvolvendo.

Justin Cheng, Cristian Danescu-Niculescu-Mizil and Jure Leskovec realizaram um estudo em que passaram 18 meses analisando os comentários banidos de três sites: news.cnn.com, breitbart.com (site de notícias com alinhamento conservador) e ign.com. Considerando os três tipos de público (geral, conservadores e gamers) dá para ter uma ideia do que eles tiveram que ler durante esse tempo.

O estudo foi bancado parcialmente pelo Google e teve ajuda do Disqus. O intuito comparar o comportamento de usuários desbocados, candidatos a serem kickados da comunidade de comentários com aqueles que se comportam direitinho. Eles descobriram que na maioria das vezes, os trolls da CNN eram mais propensos a iniciar uma discussão nociva por conta própria, enquanto que no Breitbart e no IGN eles preferem responder a threads já abertas.

Detalhe: quase todos os 10 mil comentários de trolls estudados possuíam um nível de clareza abaixo da média, no sentido de alfabetização mesmo. Típico.

Determinar o comportamento inicial de um troll em uma discussão é essencial para o próximo passo, que é desenvolver um algoritmo capaz de eliminar automaticamente as conversas problemáticas. Os pesquisadores afirmam que já conseguem detectar um troll com 80% de precisão, o que para eles significa que há muito trabalho pela frente: tomar ações extremas contra uma infração menor pode exacerbar comportamentos antissociais”, diz o artigo.

De minha parte acho a ideia excelente, quanto mais ferramentas tivermos para chutar os trolls de nossas casas melhor. Ninguém gosta de lidar com discussões inúteis e ter um modo de agilizar o processo de atomização dos chatos é algo que todos queremos.

Fonte: The Stack.

relacionados


Comentários