Meio Bit » Baú » Mobile » BendGate II, A Missão — o Galaxy S6 Edge possui mesmo “recurso” do iPhone 6 Plus

BendGate II, A Missão — o Galaxy S6 Edge possui mesmo “recurso” do iPhone 6 Plus

SquareTrade testa a resistência mecânica do Galaxy S6 Edge e o novo smartphone Android da Samsung apresenta a mesma fragilidade do iPhone 6 Plus. Seria o retorno do BendGate à mídia?

03/04/2015 às 17:03

Laguna_Galaxy_S6_Edge_bottom

É lindo, mas o tio Laguna não gostou nem um pouco do micro-USB 2.0 no S6: foi um retrocesso em relação ao Galaxy S5 (crédito: Android Central)

Anunciado na MWC mês passado, o Galaxy S6 Edge é uma bela peça de engenharia. Seu lançamento mundial oficial ocorrerá próxima sexta-feira (10/04) na civilização mas, mesmo ainda não sendo vendido no varejo, o smartphone Android topo de linha da Samsung já acumula alguns problemas em potencial.

O primeiro deles, descoberto uma semana depois do anúncio, seria a enorme zona morta da tela sensível ao toque em ambos os modelos do Galaxy S6. Talvez já tenha sido corrigido, pois o único problema recente na tela, relatado por alguns usuários da T-Mobile que receberam o S6 Edge esta semana, foram arranhões nela. Defeito de fabricação comum, early-adopter sabe que vai se ferrar mesmo.

O outro problema do S6 Edge talvez seja mais sério à imagem dele. Primeiro, confira o vídeo abaixo:

SquareTrade Shows Samsung S6 Edge as Bendable as iPhone 6 Plus & More Likely to Crack Under Pressure

Isso mesmo, o Galaxy S6 Edge copiou o “recurso” BendGate do iPhone 6 Plus. O smartphone da Samsung entorta da mesma forma irreversível que o da Apple ao ser pressionado com a mesma massa: 49,9 kg (110 libras).

Entretanto, o novo aparelho se torna inutilizável com uma pressão menor que o rival: enquanto o iPhone 6 Plus precisa de 81,2 kg (179 libras) para ser destruído ao ser curvado com tal massa sendo aplicada no centro, o Galaxy S6 Edge já vai pro lixo com apenas 67,6 kg (149 libras).

Para efeito comparativo, um HTC One M9 é pouco mais resistente que ambos ao entortamento, suportando 54,4 kg (120 libras). Infelizmente, ao ser entortado, ele já se torna totalmente inutilizável graças ao botão Power localizado no centro da lateral.

Laguna_Galaxy_S6_Edge_Bending

Nesse ponto ainda há esperança?

Um detalhe interessante é que o Galaxy S6 Edge é o único dos três cujo vidro se estilhaça de uma ponta à outra ao entortar, provavelmente graças à geometria trapezoidal da tela. Então seria interessante evitar guardar tal celular no bolso traseiro, até por questão de segurança.

Na época da polêmica do iPhone torto, a explicação da Apple foi que havia defeito de fabricação em algumas unidades e a empresa se comprometeu a trocar os aparelhos nas lojas. Algumas centenas. Terá o Galaxy S6 Edge o mesmo destino?

Bom lembrar que o smartphone da Samsung custará por volta dos 800 dólares na versão mais básica, com 32 GB. Isso é 50 dólares mais caro que a versão 16 GB mais básica do iPhone 6 Plus, preços considerando ambos desbloqueados, sem contrato de fidelidade com operadora. Espero que o pós-venda da Samsung seja mesmo bom caso tenha de lidar com um S6 Edge torto. Ou morto.

Fonte: 9to5 Google.

relacionados


Comentários