Meio Bit » Baú » Games » Nintendo joga dúvida sobre série Zelda produzida pelo Netflix

Nintendo joga dúvida sobre série Zelda produzida pelo Netflix

Após o rumor de que o Netflix estaria trabalhando em uma série baseada no The Legend of Zelda, presidente da Nintendo fala sobre o assunto, mas não confirma nem desmente a história.

24/03/2015 às 8:30

zelda

No início de fevereiro o Wall Street Journal publicou um artigo que deixou muitos fãs do The Legend of Zelda empolgados. Nele o autor afirmava que o Netflix estaria em estágio inicial de produção de uma série baseada na tão adorada franquia, mas talvez tudo não passe da mais pura especulação.

Quem jogou uma enorme sombra de dúvidas sobre o suporto projeto foi Satoru Iwata, presidente da Nintendo que durante uma entrevista à revista Time deu a seguinte enigmática declaração:

Por enquanto, não tenho nenhuma novidade para compartilhar com vocês em relação ao uso de nossas propriedades intelectuais para qualquer programa de TV ou filmes, mas posso pelo menos confirmar que o artigo em questão não foi baseado em informações corretas,” disse o executivo.

Num primeiro momento a reação natural das pessoas é interpretar o comentário como uma pá de cal sobre a adaptação, porém, repare que em momento algum Iwata disse que a série não está sendo feita, apenas que as informações não estão corretas.

Talvez a série esteja realmente sendo produzida, talvez ela seja uma animação e não algo com atores reais, talvez não seja o Netflix que esteja envolvido no projeto, talvez nem seja esta a franquia da Nintendo que esteja sendo trabalhada… Pois é, são muitos "talvez".

O fato é que a Nintendo tem deixado claro que pretende fortalecer suas marcas e explorar o mercado de séries para TV poderia ser uma ótima ideia, o que fica ainda mais claro quando Iwata diz que por enquanto não falará sobre aproveitar suas franquias dessa maneira.

Seja lá como essa história se desenrolará, no fundo um The Legend of Zelda live-action não é algo que faz parte dos meus sonhos, mas depois de ver aquela brincadeira de primeiro de abril do site IGN, até passei a acreditar que isso poderia ser bom.

relacionados


Comentários