Meio Bit » Baú » Games » Rise of the Tomb Raider promete trazer puzzles de volta, mas…

Rise of the Tomb Raider promete trazer puzzles de volta, mas…

Diretor criativo do Rise of the Tomb Raider diz que jogo dará mais atenção aos quebra-cabeças, mas que eles continuarão restritos às tumbas.

19/02/2015 às 13:00

Rise-of-the-Tomb-Raider

Eu gostei muito do jogo de 2013 que serviu como um recomeço para a série Tomb Raider, de toda a atmosfera cinematográfica que a Eidos criou para o game e da sua jogabilidade sólida. Contudo, quando a aventura terminou uma pergunta não saia da minha cabeça: onde estavam os quebra-cabeças, elemento que sempre considerei o principal da franquia?

Sim, enquanto tentamos salvar a jovem Lara dos muitos inimigos que ameaçam sua vida nos deparamos com algumas tumbas que oferecem alguns desafios, digamos… mais cabeça, porém, são apenas sete delas e os puzzles oferecidos ali são simples demais, quase uma afronta à nossa inteligência.

Com o anúncio do Rise of the Tomb Raider, passei a torcer para que a desenvolvedora dedicasse mais atenção a este aspecto e de acordo com o diretor criativo Noah Hughes, meu desejo será atendido. Pelo menos em parte.

Os puzzles são uma parte importante da fórmula do Tomb Raider, então estamos empolgados em ter mais tumbas no jogo, com mais puzzles. Você ainda verá um espectro de dificuldade para os quebra-cabeças, então algumas das tumbas secretas são maiores e em alguns casos poderão ter puzzles mais difíceis, mas estamos tentando colocá-los no jogo de uma maneira crescente.

Hughes disse também que embora a intenção seja desafiar as pessoas, eles não querem fazer com que os jogadores medianos fiquem presos, mantendo a ideia de quebra-cabeças baseados na física, mas com a promessa de que consumirão mais tempo para serem solucionados.

Ou seja, embora a promessa seja de que o Rise of the Tomb Raider tenha mais puzzles, eles deverão continuar restritos às tumbas, parecendo muito mais um extra do que de fato "parte importante da fórmula" e imagino que isso aconteça porque aquilo que os jogadores querem é mais tiroteio e menos raciocínio, resultando no que podemos chamar de “Unchartetização” da franquia Tomb Raider.

Sendo assim, acaba a minha esperança de um dia ver um novo capítulo da franquia nos moldes dos primeiros e embora eu continue com vontade de jogar o título por enquanto exclusivo do Xbox One e Xbox 360, será triste constatar mais uma vez que os puzzles estão restritos a algumas cavernas, algo opcional que será incluído ali apenas para evitar maiores reclamações e não como o coração do jogo.

Fonte: Eurogamer.

relacionados


Comentários