Meio Bit » Arquivos » Ciência » Nikon D810A — primeira full frame feita para astrofotografia

Nikon D810A — primeira full frame feita para astrofotografia

A Nikon entra em um mercado muito específico e coloca nas prateleiras a primeira câmera reflex full frame projetada para astrofotografia.

10/02/2015 às 15:37

nikond810a

Amantes da Astrofotografia, regojizem-se, pois agora vocês podem ter um equipamento otimizado para fotografar o universo, desde que você possua grana para comprá-lo, é claro. Existe uma quantidade gigantesca de fotógrafos e astrônomos, amadores ou profissionais, que apontam suas câmeras para o céu estrelado e tentam capturar um pouco da beleza do universo. A maioria acaba se concentrando imagens com grande angulares, mas alguns possuem teleobjetivas ou telescópios adaptados para a prática. O que importa é que existe muita imagem espetacular espalhada pela internet e que foram feitas com câmeras comuns.

Agora, a Nikon espera criar uma categoria diferente de câmeras fotográficas. A empresa está lançando a primeira câmera full frame desenvolvida para a prática da astrofotografia. A D810A vai chegar com as mesmas características da D810, mas com alguns ajustes para facilitar a vida dos astrônomos e fotógrafos. O primeiro deles é uma modificação no filtro infra vermelho (IR) que foi ajustado para garantir a passagem da linha espectral do hidrogênio alfa, resultando em quatro vezes mais sensibilidade ao comprimento de onda de 656 nm. Para quem não entendeu a explicação, basta saber que as fotos vão conseguir capturar os tons vermelhos brilhantes das nebulosas e constelações com muitos detalhes. Infelizmente, essa pequena modificação torna a câmera não recomendável para fotografia tradicional, pois deixará as imagens com tons avermelhados que não deveriam existir (bem vindo ao mundo da Canon).

Outra característica otimizada para a astrofotografia é a existência de um novo modo de longa exposição manual. Agora você pode fazer uma longa exposição em tempos de obturador que variam de 4 s a 900 s (15 minutos). Além disso, a velocidade ISO foi melhorada para garantir a menor presença de ruído. Você pode trabalhar com sensibilidades que variam de ISO 200 até o ISO 12.800 (que pode ser expandido até o ISO 51.200). Claro que para utilizar uma velocidade de exposição em 15 minutos para astrofotografia será necessário uma plataforma equatorial motorizada, mas existem receitas na internet de como construir uma. No mais, a câmera oferece resolução de 36 megapixels, processador EXPEED 4 e corpo resistente em magnésio. A Nikon também disponibilizou algumas fotos feitas com o novo equipamento. Vejam abaixo.

Nikon D810A (2)

Nikon D810A (1)

Nikon D810A (3)

A nova Nikon D810A deve chegar ao mercado no final de fevereiro com preço sugerido de US$ 3.999,95.

Fonte: Dpreview.

relacionados


Comentários