Meio Bit » Baú » Indústria » Google ataca Uber pelas costas e agora é guerra!

Google ataca Uber pelas costas e agora é guerra!

Mesmo sendo um dos investidores do Uber, Google pretende lançar seu próprio sistema de transporte. E com carros autônomos.

04/02/2015 às 15:34

google-car

A gente tem visto notícias sobre os carros autônomos do Google, mas você não acha mesmo que a empresa está trabalhando arduamente nisso só pela diversão, certo?

A Bloomberg noticiou com exclusividade essa semana que a ideia principal de todo o investimento é oferecer um sistema próprio de transporte contratado à partir de um aplicativo móvel. Você abre o aplicativo, avisa onde você está, indica para onde quer ir e, em instantes, o sistema te envia o carro mais próximo. Conhece uma outra empresa com um serviço parecido? Pois é.

Só que, em teoria, o que o Google oferece tem tudo pra ser mais barato e melhor que o Uber, já que os custos seriam menores e você não corre o risco de ser atacado por um motorista maluco. Não que existam casos assim, mas conheço bastante gente que tem medo de pegar taxi. É sério. (Sim, estou falando sobre você).

taxi-driver

Evidentemente não estamos falando aqui de um serviço que estará disponível na semana que vem, já que carros autônomos ainda precisam evoluir bastante — e, no caso dos carros sem volante ou pedais, vencer a resistência de alguns governos — para chegarem às ruas. Mas tudo indica que funcionários do Google já estejam testando o serviço nos arredores da sede em Montain View — faz sentido, já que os carrinhos autônomos ficam rodando pelo bairro sem parar, pessoalmente posso dizer que há alguns meses. Aliás, diretores da Uber tiveram acesso aos screenshots do aplicativo.

Mas como que esses caras tiveram acesso às imagens? Então… O Google é um dos investidores da Uber. Eles trocam informações. Aliás, David Drummond, um dos advogados chefes do departamento legal do Google também faz parte da mesa diretora da Uber desde 2013, tendo acesso direto à toda discussão estratégica que a empresa teve de lá pra cá. O que pode deixar de acontecer no futuro, já que ele deve tomar um pé na banda e ser expulso da sociedade do anel.

Enquanto isso a Uber está numa corrida desesperada buscando criar seus próprios carros autônomos. Já existe, inclusive, uma parceria com o excelente departamento de robótica da Carnegie Mellon University para este tipo de desenvolvimento.

CM_blog_image

Pode ser que eles estejam começando tarde demais, e o Google tem aí alguns anos de know how adquirido que podem se tornar uma enorme vantagem comercial. Além disso, o aplicativo Uber é dependente do Google Maps, então abdicar dessa parceria pode significar não só criar sua própria frota de carros autônomos, mas também achar outro parceiro para o sistema de mapas. Alguém aí falou “Apple”?

0002131-634

Pergunto então a vocês, leitores: será que o Google vai dar fim ao Uber daqui a alguns anos, ou vai absorver sua frota como uma opção humana a quem possivelmente tiver medo da carona robótica?

Fontes: Bloomberg, TechCrunch e CMU.

relacionados


Comentários