Meio Bit » Arquivos » Games » Os games e os muitos milhões gastos no Super Bowl

Os games e os muitos milhões gastos no Super Bowl

Três jogos tiveram propagandas exibidas durante o Super Bowl e acredite, todos são títulos para smartphones ou tablets, o que mostra a força deste mercado.

03/02/2015 às 13:01

liam-neeson-clash-of-clans

Na noite do domingo passado a maior nação do planeta parou e isso não aconteceu por causa de um apagão, por algum escândalo envolvendo o presidente ou a declaração de que eles estavam entrando em guerra. O motivo para milhões e milhões de americanos terem sentado diante da TV por algumas horas foi uma partida de futebol (o deles), mais precisamente a final da liga nacional, o famoso Super Bowl.

Com um número recorde de telespectadores, chegando a 47,5% das TVs ligadas, ter o seu nome vinculado ao Super Bowl é algo tão importante que especula-se que este ano a cantora Katy Perry chegou a pagar para se apresentar durante o intervalo do jogo e as empresas que quisessem ter seus anúncios exibidos durante os intervalos precisavam pagar impressionantes US$ 4,5 milhões por peças de apenas 30 segundos de duração.

Até por se tratar do espaço mais caro da TV mundial, a coisa é levada tão a sério que existe até uma lista que aponta os melhores e os piores comercias divulgados durante aquelas horas e por mais incrível que possa parecer, três jogos para dispositivos móveis resolveram apostar na divulgação desta forma.

Destes, o Heroes Charge foi aquele escolhido como tendo a pior de todas as 61 peças vinculadas, mas de acordo com o pessoal da desenvolvedora, a recepção foi boa e isso talvez tenha alguma relação ao comercial ter sido apresentado logo após um da Victoria’s Secret.

Heroes Charge Big Game TV Commercial

Outro que também investiu alguns milhões foi o Game of War: Fire Age, que já havia chamado a atenção há alguns meses ao contratar a modelo Kate Upton, que voltou nesta propaganda, mas isso não foi suficiente para garantir ao vídeo mais do que uma 57ª posição.

Game of War: Fire Age — 2015 Super Bowl Commercial “Who I Am” ft. Kate Upton

Quem se saiu bem melhor que os dois anteriores foi o do Clash of Clans, que surpreendeu ao contar com a hilária participação do ótimo ator Liam Neeson como estrela e a grande produção acabou garantindo o 17º lugar à propaganda da Supercell.

Como o cachê pago ao astro não foi revelado, sabemos apenas que no mínimo a desenvolvedora gastou US$ 9 milhões pela propaganda, o que diante da quantidade de dinheiro que o game gera, pode ser considerado apenas alguns trocados.

Clash of Clans: Revenge (Official Super Bowl TV Commercial)

Por fim, se você acha estranho ver tantos jogos para tablets e celulares divulgando suas marcas e nenhum arrasa quarteirão como Call of Duty, Halo ou Destiny fazendo o mesmo, saiba que a expectativa de especialista é de que este mercado alcance US$ 30 bilhões em vendas este ano, ultrapassando até mesmo o faturamento dos consoles.

Sendo assim, nos resta ver um gigante dos games como o Pac-Man aparecendop apenas ao ser homenageado em uma propaganda de cerveja e reconhecer que os jogos mobile vieram para ficar, pois assim fica mais fácil entender porque empresas como a Sega estão voltando suas forças para esta área.

http://www.youtube.com/watch?v=g9A1NowrnGIBud Light Super Bowl 2015 Commercial – Real Life PacMan #UpForWhatever

Fonte: GamesBeat.

relacionados


Comentários