Meio Bit » Baú » Hardware » Samsung pode abrir mão de bateria removível no Galaxy S6

Samsung pode abrir mão de bateria removível no Galaxy S6

Samsung traumatizada pode mudar tudo no Galaxy S6: informes apontam para acabamento em vidro e bateria embutida

20/01/2015 às 13:31

galaxy-s5

A Samsung está de fato traumatizada com o que aconteceu em 2014. Ela foi atropelada por suas rivais dentro da plataforma Android por ter perdido o mojo da inovação, e virou motivo de piada na época de lançamento do Galaxy Band-Aid, o S5.

Isso fez com que a companhia colocasse seus engenheiros, desenvolvedores e designers para pensar em um novo caminho para o seu próximo top de linha, o S6. E segundo algumas informações vindas da Coreia do Sul ele será diferente de tudo até então — para o bem e para o mal.

Os primeiros informes diziam respeito ao TouchWiz, a famigerada camada de customização da Samsung que embora seja útil em alguns aspectos, ela é por demais pesada e está sendo enxugada para o S6 (e consequentemente demais aparelhos da empresa). Algumas informações acerca do design têm pipocado nos últimos tempos, apontando para um case todo de alumínio, indo de encontro ao plástico que a Samsung sempre utilizou em seus aparelhos. Isso sempre foi uma reclamação das mais constantes, embora o preço de seus smartphones top seja alto (no Brasil então…) o acabamento dos devices sempre deixou a desejar.

Segundo o DDaily (em coreano) entretanto, o alumínio presente no S6 será limitado a um frame lateral enquanto a frente e a traseira serão protegidos por camadas de vidro (provavelmente Gorilla Glass 3). Sim, é o exato mesmo design empregado nos iPhones 5 e 5S, jogando mais lenha na fogueira “Samsung copia a Apple”. Se bem que o Xperia Z2 fez o mesmo e é um dos aparelhos mais elegantes que a Sony já lançou.

Só que introduzir vidro na traseira de seu aparelho cria um problema: a bateria passaria a ser embutida. Em prol de um design distante o máximo possível do S5, a Samsung estaria disposta a pela primeira vez abrir mão de introduzir uma bateria removível, o que pode ou não ser um problema.

Em outros tempos concordo que as baterias tinham que ser acessíveis ao usuário, mas de alguns anos para cá elas têm melhorado e muito. A Apple sempre as blindou, algumas marcas como Motorola e Sony fazem o mesmo em seus gadgets top, portanto creio que não é um grande problema o S6 ser um aparelho lacrado — desde que a bateria tenha boa performance e não se deteriore em seis meses de uso.

No mais, é bom que a Samsung esteja correndo atrás do prejuízo, porque inovação é o que todo mundo quer; e claro, ao menos a reformulação do TouchWiz permitirá que aparelhos mais baratos da empresa — principalmente os com Dual SIM — sejam mais utilizáveis e se tornem novamente uma boa opção para os consumidores, aliando enfim um bom preço e boa performance. Aguardemos.

Fontes: CoA e DL.

relacionados


Comentários