Meio Bit » Arquivos » Ciência » Ponto para o Império: garotinho ganha braço impresso em 3D de fãs de Star Wars

Ponto para o Império: garotinho ganha braço impresso em 3D de fãs de Star Wars

Quem diria, impressora 3D não serve só para imprimir quinquilharia. Um projeto disponibiliza próteses para crianças e adultos, open source e digrátis. Dessa vez o beneficiado foi Liam, um garotinho de 7 anos fãs de Star Wars…

15/01/2015 às 11:14

LukeHand

Star Wars, se a gente pensar bem sempre teve muita ligação com membros protéticos. Em parte pela predileção Jedi em arrancar braços, em parte pela família Skywalker sem incapaz de manter seus membros unidos. Talvez por isso nem seja muita surpresa a participação da 501ª Legião na história de um garotinho de 7 anos chamado Liam Potter.

Ele nasceu sem parte do braço esquerdo, e como a família não tem recursos, não podem comprar uma prótese avançada, que começa em US$ 9 mil e em crianças duram poucos meses, já que crianças têm o incômodo hábito de crescer. Eis que um sujeito chamado John Peterson entra na história.

Tendo a idéia de usar uma impressora 3D para fazer um braço para Liam, John começa a pesquisar e descobre um grupo chamado e-NABLE. São entusiastas de impressão 3D que resolveram usar seus equipamentos para produzir próteses de baixíssimo custo. Eles hoje contam com mais de 10 modelos diferentes, adaptados para vários tipos de necessidades.

Melhor: eles não cobram NADA pelos modelos, os projetos são open source e podem ser baixados e impressos por qualquer um, incluindo manual de instruções. É um exemplo maravilhoso de como é possível fazer do mundo um lugar melhor, ao invés de perder tempo com bobagens como imprimir “casas” ou “carros” só para aparecer na Wired.

Quando John Peterson estava terminando o projeto o pessoal da 501ª Legião ficou sabendo, e fez questão de participar. Eles são o maior fã-clube de Star Wars, com membros espalhados pelo mundo. Originalmente uma unidade fictícia do Império, criada por um fã, eles foram mais tarde incorporados ao Universo de Star Wars, um reconhecimento raro em qualquer fandom, exceto Supernatural.

0111TrooperArm MA7_0

A 501ª se envolve em ações de caridade direto, visitando orfanatos, participando de desfiles, indo a hospitais infantis, essas coisas. Claro, pode ser só propaganda do Império, mas depois que um terrorista Jedi matou um monte de criancinhas em Coruscant e tentaram derrubar o futuro Imperador, não dá pra confiar nesses místicos.

Eles ajudaram a finalizar o braço de Liam, pintado nas cores de um clone trooper. É um modelo muito superior ao que Liam usou quando era mais novo, que basicamente era um peso morto, sem movimento algum. Assim que ele colocou o novo já conseguiu abrir e fechar a mão, veja:

AugustaChronicleTV — Augusta boy gets new 'trooper' arm

Liam também ganhou um capacete e um certificado de membro honorário da 501ª Legião.

O braço tem opção de acessórios. Liam pode trocar a mão por uma garra, também há trilhos onde ele provavelmente vai encaixar miras-laser e lanternas. O projeto levou 3 meses e custou US$ 300,00. Enquanto isso Liam, que normalmente é bem tímido, já estava enturmado, e de posse de um blaster brincava com os colegas stormtroopers, treinando, para quando for maior, caçar a escumalha rebelde.

Fonte: TC.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários