Meio Bit » Baú » Games » Mais de 2.300 games de DOS agora podem ser jogados pelo navegador

Mais de 2.300 games de DOS agora podem ser jogados pelo navegador

Internet Archive volta a fazer a alegria dos saudosistas, dessa vez disponibilizando mais de 2.300 jogos de DOS que podem ser aproveitados direto do navegador.

07/01/2015 às 13:00

prince-of-persia

Quem costuma ler meus textos sabe que costumo criticar a pirataria, mas também deve ter percebido que, sempre que posso, defendo a manutenção da história dos videogames. É por isso que tenho olhado com bastante atenção para uma iniciativa mantida pelo site Internet Archive, que tem disponibilizado gratuitamente vários clássicos para serem jogados através do navegador.

Recentemente comentei aqui sobre os mais de 900 jogos de arcade que eles publicaram por lá e hoje volto para falar que, se o seu interesse maior é em relação aos títulos lançados para o DOS, pode comemorar, pois quase 2.300 deles acabam de aparecer por lá.

Entre as pérolas disponíveis temos verdadeiras obras de arte, como o primeiro Prince of Persia, Karateka, Metal Gear, Wasteland, Street Fighter II, Eye of the Beholder III ou o lendário Wolfenstein 3D, além de algumas esquisitices como o Mario Brothers VGA ou o Mario's Game Gallery.

De acordo com o curador da coleção, é preciso termos noção de que nem tudo funcionará perfeitamente, com alguns jogos travando de uma hora para outra e muitos deles parecendo estranhos se jogados em uma janela do navegador, mas ainda assim esta é uma ótima oportunidade de conhecermos vários títulos que marcaram época e relembrar tantos outros que adoramos.

Contudo, o grande problema relacionado a algo assim são os direitos autorais, pois embora algumas pessoas defendam que tais jogos teriam caído em domínio público, os famosos abandonwares, não parece existir um consenso em relação a o que poderia ser considerado um jogo ou programa que foi “abandonado” por seus desenvolvedores.

Pessoalmente não quero entrar numa discussão sobre o que o Internet Archive estar fazendo poder ser considerado pirataria ou não, por isso me limitarei a dizer que acho interessante essa tentativa de fazer com que parte da história dos games não seja perdida, o que me faz pensar que adoraria que esse tipo de atitude pelo menos servisse para que a indústria encontrasse uma maneira legal e oficial de fazer com que o seu passado não seja lembrado apenas através de textos e fotos, afinal estamos falando de uma mídia interativa.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários