Meio Bit » Baú » Games » 3DRudder, um controle para ser usado com… os pés!

3DRudder, um controle para ser usado com… os pés!

Empresa aproveita a CES para apresentar sensor de movimentos em forma de prancha e que deve ser utilizado com os pés. Periférico poderá ser útil tanto para jogos quanto para programas de computador.

06/01/2015 às 11:30

3DRudder-2

Recentemente vimos várias empresas propondo novas maneiras para interagirmos com os jogos, numa clara tentativa de aumentar a imersão enquanto experimentamos os mundos virtuais criados pelas desenvolvedoras, mas também na expectativa de encontrarem uma nova galinha dos ovos de ouro.

Algumas dessas ideias chegaram ao mercado, muitas outras ainda estão no papel, mas nenhuma delas explodiu para valer e com a CES acontecendo esta semana, alguns produtos esperam aproveitar a feira para mostrar que merecem nossa atenção, como é o caso do 3DRudder.

Basicamente o periférico funciona como uma prancha com uma base arredondada em que utilizaremos nossos pés para enviar comandos para o computador, uma espécie de versão aperfeiçoada do Wii Balance Board e embora ele tenha potencial para ser explorado nos games, os desenvolvedores utilizaram programas para desenhos em 3D para demonstrar o quanto o 3DRudder pode ser útil.

Imagine por exemplo poder aumentar ou diminuir o zoom da imagem, girar os objetos ou movê-los em todas as direções apenas ao movermos a prancha, o que de acordo com quem teve a oportunidade de testar o sensor de movimentos, funciona de forma bastante intuitiva e precisa.

Com previsão de começar a ser entregue em maio deste ano, atualmente o controle está com uma campanha de financiamento coletivo no Indiegogo, onde espera conseguir US$ 50 mil e os interessados precisarão gastar pelo menos US$ 130 para garantir uma unidade.

Embora utilizar os pés para controlar jogos seja algo bem antigo, a proposta do 3DRudder parece bastante promissora, principalmente por servir também para melhorar a utilização de certos tipos de programas. Resta saber se o conceito se tornará popular ou acabará servindo apenas como mais um produto restrito a um pequeno nicho.

Fonte: The Verge.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários