Meio Bit » Baú » Mobile » Europeus têm duas semanas para devolver compras da Apple

Europeus têm duas semanas para devolver compras da Apple

Clientes da Apple na Europa passam a ter 14 dias para devolver músicas, filmes, apps e similares comprados no iTunes ou na App Store, independente do motivo.

31/12/2014 às 13:30

apple-app-store

A União Europeia não curte nada a política de vendas das lojas digitais, tanto é que vem arrumando briga com Apple, Google e cia. Limitada principalmente por causa do formato freemium. Os italianos já bateram forte, mas em geral os europeus têm repulsa a qualquer coisa que ou soe como monopólio ou que represente séria ameaça aos consumidores.

A Apple resolveu então se adequar à norma do Velho Mundo, e a partir de agora concede um tempo maior para devolução de conteúdo digital adquirido na iTunes Store ou na App Store.

A medida tem a ver com uma diretiva recente da União Europeia, que está exigindo que toda a e qualquer compra digital tenha um prazo de devolução de 14 dias. O que pega é que a medida protege o consumidor totalmente, já que na devolução do produto e o resgate do dinheiro devem ser feitos independente do motivo. Assim sendo o comprador poderia ouvir músicas, assistir filmes, jogar diversos games e devolver tudo, recuperando a grana que investiu sem ter que dar nenhuma explicação às lojas digitais.

A Apple acatou e decisão e vai honrar as devoluções, mas é fato que essa política ficará tão somente na Europa; as leis de lá são muito mais a favor dos consumidores e portanto, as chances de vermos o mesmo acontecer nos Estados Unidos ou por aqui são de absolutamente zero. Procurada, a Apple não quis comentar a decisão.

Eu acredito que por se tratar de uma realidade completamente diferente a que estamos acostumados, casos de má-fé não serão uma constante por lá. Claro, escrotos são escrotos em todo lugar e isso de fato vai acontecer. Agora, fosse esse sistema implantado aqui ou nos Estados Unidos...

Fonte: A.

relacionados


Comentários