Meio Bit » Baú » Mobile » De uma vez por todas: a Microsoft NÃO liga para seus usuários.

De uma vez por todas: a Microsoft NÃO liga para seus usuários.

A Microsoft ligou pra sua avó? Ligar, claro, no sentido de telefonar, quem faz isso são empresas picaretas se anunciando como suporte, dizendo que o computador do velhinho está cheio de perebas. Aí metem a faca. A Microsoft não está gostando NADA e soltou advogados em cima, com apoio do governo dos EUA.

30/12/2014 às 19:05

computer_repair_craigslist

Nos velhos tempos, antes de a República ter derrubado o Império todos éramos Jedis. Começávamos a mexer com computadores ainda jovens padawans, com nossos TK85 e MSX ou, se você fosse azarado, com o MC1000 da CCE. Quando terminávamos nosso treinamento a última prova para nos graduarmos Cavaleiros Jedi era montar o próprio micro.

Hoje uma geração inteira não precisa mais fazer isso: o computador deixou de ser um equipamento exótico. E não há nada mais ridículo do que se orgulhar de fazer de graça o mesmo trabalho que o Ching-Chong Ding-Dong, na fábrica da Foxconn.

Por outro lado desconhecer totalmente computadores, tratando como uma caixa preta, é igualmente ruim. Minha mãe é uma completa analfabeta digital que usa computadores desde o final dos Anos 90. Ela é incapaz de entender conceitos simples, mesmo quando escritos na tela, em português. Isso a levou a passar por casos horrendos, como o TÉNICO que que desinstalou o XP original do Dell dela, e enfiou um 98 piratex, ou quando descobri que ela havia contratado uma empresa para instalar Velox, sendo que a empresa não era a TELERJ TELEMAR OI.

Isso mesmo. Há um bando de FDPs (perdoem meu francês) que faz caça predatória a leigos, de mais idade, preferencialmente retardados (minha mãe). Eles vendem facilidade para gente que acha que tudo é difícil. Como resultado ela pagou 3 boletos, num total equivalente a um salário-mínimo, para uma empresa que se limitou a pegar os dados dela, ligar para a Telemar e solicitar uma instalação do Velox.

Infelizmente não é só ela, e não é nem só no Brasil.

A internet está CHEIA daqueles banners “SEU COMPUTADOR FOI INFECTADO”, simulando interfaces do Windows 3.11, mas convenhamos o público-alvo não sabe a diferença. Depois da 18ª limpeza em avisei que se minha mãe clicasse em MAIS UM desses banners o computador dela seria atirado no oceano. Deu certo, semana passada consertei o bicho, e só tinha a ASK TOOLBAR.

Nos EUA o negócio é sofisticado, os picaretas usam catálogos de telemarketing para identificar as pessoas mais idosas, e telefonam, dizendo que são da Microsoft, do Google, e que o computador deles está com problemas. Como a TV alardeia o tempo todo hackers, Snowden, Coréia do Norte, e esse povo é 90% da audiência da Fox News, os velhinhos se apavoram e dão corda.

Os caras instruem os velhinhos a baixar malware de sites com domínios tipo windowsfullsecurityreallytrustus.com e, obviamente, todos os defeitos e perigos detectados aparecem.

Aí é pedir o cartão de crédito e “limpar” o computador, além do bolso do velhinho.

Desde maio a Microsoft recebeu mais de 65 mil reclamações, e tem que explicar que não, ela NÃO liga para os clientes. Ou melhor, liga sim, o que ela não faz é telefonar, mas se você chegou aqui já entendeu, inclusive percebeu que foi neste momento que me toquei do título click-bait descarado. Mas divago…

Nessa brincadeira é rotineiro um “serviço” de limpeza de vírus custar US$ 600,00. Uma tal de Omnitech Support chegou a cobrar US$ 859,99 para remover ameaças imaginárias do computador de incautos.

A Microsoft não gosta NADA disso, afinal de contas é o nome dela na reta. Os canalhas se identificam como a empresa. O FBI está de olho e a FTC — Federal Trade Commission também. Já foram iniciadas ações legais por parte do governo, mas a Microsoft achou pouco, e soltou seus temíveis, sanguinários e insaciáveis advogados em cima dos canalhas, entrando com uma ação (cuidado, PDF) exigindo cabeças, mas provavelmente com empalamento antes.

Estão acusando os picaretas de estelionato, violação de copyright, competição desleal, propaganda enganosa e várias outras safadezas. É pouco. Eu ainda colocaria blasfêmia contra o Profeta e assistir a A Entrevista.

Não é a primeira vez que a Microsoft faz isso, eles vivem processando (e ganhando) spammers, mas no caso das “firmas” de suporte é mais simples, elas não se escondem tanto e o dano é facilmente demonstrado em tribunal. Agora, os advogados pegaram gosto por sangue e estão prometendo ir atrás de picaretas do mesmo nível operando no Reino Unido e na Índia.

Parabéns à Microsoft, a última coisa que precisamos é da profissionalização do “sobrinho” que conserta computador.

Fonte: MS, DT.

relacionados


Comentários