Meio Bit » Baú » Internet » Firefox corre a sacolinha

Firefox corre a sacolinha

Fim de ano chegando, o 13º não cobriu as despesas, Firefox começou a correr a sacolinha. Estão exibindo em sua tela de abertura um pedido de ajuda. Legal, tudo bem, mas qual o sentido de ajudar uma empresa que fatura centenas de milhões de dólares por ano?

19/12/2014 às 18:17

mozilla

Houve um tempo em que uma empresa chamada Netscape achou mesmo que iria ganhar dinheiro com browsers. A idéia era ser uma espécie de Gillete que vende o barbeador e a loção para crescimento da barba, com os servidores Web da Netscape em uma ponta e o navegador na outra.

Como tinham total monopólio, o inevitável aconteceu: as versões eram cada vez menos inovadoras, a concorrência veio comendo pelas beiradas e logo o Internet Explorer ruleiava em todas as máquinas. O Netscape basicamente morreu, até ser ressuscitado na forma do Firefox, o browser que veio nos salvar do Internet Explorer, então monopolista estagnado, tal qual o Netscape.

Por inocência, comodismo ou necessidade o Firefox se associou ao Google, e se acomodou. 90% da receita do Firefox vinha de Mountain View. O Google chegou a fazer campanhas no AdSense onde os sites ganhavam US$ 1,00 cada vez que alguém baixava o Firefox. Excelente, mas o Google iria inevitavelmente produzir um navegador próprio. Todo mundo sabia disso menos o Firefox.

Quando o Chrome chegou, se estabeleceu e o Google propôs renegociar o contrato com o Firefox, o bicho pegou. Agora em novembro o contrato expirou.

O Firefox fechou um acordo onde o Yahoo seria o novo site default de buscas do navegador. Ironicamente, o Yahoo é “powered by Microsoft”. Não se sabe os valores mas com certeza vão receber bem menos do que os US$ 275 milhões que o Google pagou ao Firefox em 2013.

Agora eles vão colocar anúncios no Firefox, para tentar faturar uns trocados, e apelaram para… os usuários. Você sabe, aquele pessoal que não paga por navegadores desde que eles foram inventados. Ao abrir o Firefox o usuário dá de cara com um pedido de ajuda:

esmolosfera

“Eu poderia estar matando seu PC, eu poderia estou roubando ciclos de CPU…”

Na melhor das hipóteses a receita está se mantendo e as despesas aumentando. Isso explicaria o gesto desesperado.

Muitos usuários não gostaram, pois é complicado você se dizer uma ONG e não abrir as contas de sua receita. Oficialmente ninguém sabe quanto o Firefox fatura, de quem e como. Eles sequer mencionam os acordos com o Google nominalmente.

Ou seja: estão querendo receber doações no estilo Cruz Vermelha, mas com prestação de contas de projeto secreto do Pentágono. Só nos resta perguntar: fritas acompanham?

Fonte: PCW.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários