Meio Bit » Baú » Games » Sega transformará suas principais franquias em filmes e séries

Sega transformará suas principais franquias em filmes e séries

Sega anuncia que transformará franquias como Altered Beast, Shinobi, Golden Axe, Crazy Taxi, Virtua Fighter e Streets of Rage em filmes, séries para TV e internet, e colocou um estúdio interno para ficar responsável pelas produções.

12/12/2014 às 13:00

Altered-Beast

Depois de terem visto o surgimento de diversos péssimos filmes baseados em suas famosas marcas, algumas gigantes do mundo dos games estão percebendo que pode ser um ótimo negócio manter estúdios que fiquem responsáveis por essas adaptações, como foi o caso da Ubisoft, e a próxima a se arriscar por este caminho será a Sega.

Através de uma parceria com a agência de publicidade Hakuhodo DY Group, em 2011 a criadora do Sonic fundou a Stories International, uma divisão que cuidaria da imagem de diversas marcas da empresa e agora sabemos que será ela que ficará responsável por transformar franquias como Altered Beast, Shinobi, Golden Axe, Crazy Taxi e Virtua Fighter em filmes, séries para TV e para internet.

Para mostrar que estão mesmo dedicados a levar o negócio adiante, eles contrataram Evan Cholfin, ex-editor executivo da Break Media e que já trabalhou com profissionais como David Fincher e Steven Zaillian, dando-lhe o cargo de chefe de desenvolvimento e a dura responsabilidade de agradar milhões e milhões de fãs.

No momento a inciativa está procurando parcerias com alguns grandes estúdios, produtores e cineastas de pontas que tenham interesse em trabalhar com essas adaptações e se tudo correr bem, as primeiras a receberem tal tratamento serão as franquias Rise of Nightmares, Altered Beast, Shinobi, Crazy Taxi e… a minha tão adorada Streets of Rage, mas produtos baseados no Golden Axe e Virtua Fighter não foram descartados.

Caso não lembre, esta não é a primeira vez que a Sega tenta explorar suas marcas em outras mídias, já que recentemente foi anunciada uma série de animação em homenagem ao seu principal personagem e os executivos da empresa tiveram a insanidade de deixar que Uwe Boll levasse o The House of the Dead para o cinema.

Eu sei que muitas pessoas sentem calafrios só de ler as palavras cinema, games e adaptação numa mesma frase, mas como eles mencionaram animações e não apenas filmes feitos com atores reais, além da própria Sega estar envolvida nos projetos, tenho uma certa expectativa de que algo minimamente decente seja produzido. Rezemos!

Fonte: /Films.

relacionados


Comentários