Meio Bit » Baú » Mobile » Chupa NSA! Criptografia do iPhone quebrada por garoto de 7 anos

Chupa NSA! Criptografia do iPhone quebrada por garoto de 7 anos

Segurança Máxima, biometria, iPhone com leitor de digital, inquebrável, inviolável? Marromeno. O filho de 7 anos de um professor de segurança da computação aprendeu a burlar isso tudo…

04/12/2014 às 12:00

MovieStill

"use leitor de retina, eles disseram, vai proteger seus dados, eles disseram"

Está rolando nos EUA uma discussão séria sobre se a polícia pode ou não exigir que um suspeito desbloqueie um celular via impressão digital. Você não é obrigado a fornecer o código, os tribunais entendem como uma violação da 5ª Emenda, segundo a qual a pessoa não pode ser obrigada a fornecer provas contra si mesma.

Só que um Juiz na Virgínia decidiu que digitais não se enquadram como prova, são o equivalente a uma amostra de DNA, uma… impressão digital ou a chave do seu carro. Se você tem um mandado de busca pro carro, a Lei te obriga a dar a chave.

As polícias e FBIs da vida não estão satisfeitos. Dizem que a criptografia dos celulares modernos é um estorvo, e por mais que isso não seja problema pra NSA, o escritório do xerife Rosco no Condado de Hazzard dificilmente terá acesso aos mesmos recursos, e celulares cheios de informações comprometedoras só serão examinados com a cooperação dos criminosos, e nós sabemos como são os irmãos Duke.

Biometria é, portanto, uma pedra no sapato das agências da Lei, mas será mesmo algo seguro?

A rigor nenhuma criptografia é realmente segura. Você pode usar todos os RSAs, Enigmas e Tors da vida, cinco minutos e uma chave inglesa e você está entregando todas as suas senhas.

A grande vantagem de biometria é a praticidade, você não precisa carregar cartões e lembrar de senhas, mas quanto à segurança, um professor de Ciências da Computação especializado em segurança de dados descobriu que o buraco é mais embaixo.

Matthew Green dá aulas de criptografia e segurança da computação na Universidade John Hopkins. Ele também tem um filho, Harrison, e um iPhone 6+, cujo nome não sabemos.

Harrison gosta de jogar Angry Birds, mas seu pai, que pratica o que ensina protege seu celular mesmo em casa, com o Touch ID da Apple. Um belo dia Harrison queria jogar mas o celular estava bloqueado.

Apesar de só ter 7 anos, o guri sabia que acordar o pai pra pedir pra desbloquear o celular não era uma boa idéia, então ele tentou uma melhor:

O pequeno Harrison se esgueirou no quarto dos pais, pressionou o dedo de Matthew no sensor do iPhone e desbloqueou o aparelho. O pai acordou, viu o pequeno hacker em ação e nem brigou, dada a inventividade do moleque.

Em termos de segurança a boa e velha senha ainda é mais recomendado. Confiar em biometria se você realmente tem algo a esconder, não é uma boa. A polícia vai atuchar seu dedo à força ou então usar algum truque sujo, como a Olivia Benson colocar seu telefone dentro da blusa.

Fonte: Fox News (dsclp).

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários