Meio Bit » Baú » Hardware » Apple patenteia sistema de proteção revolucionário ou um viral muito velho

Apple patenteia sistema de proteção revolucionário ou um viral muito velho

Essa é mais uma daquelas idéias que é bem antigas, soa boba mas, por incrível que pareça faz sentido: uma patente da Apple para seu celular cair sempre com a bundinha pra baixo.

04/12/2014 às 7:01

gatoapple

Muito, muito tempo atrás, nos primórdios da internet surgiu um viral, antes do conceito existir, onde imagens aparentemente vazadas dos laboratórios secretos da Lenovo mostravam laptops sendo testados com tecnologias revolucionárias, como um escudo kibado do Batmóvel do Tim Burton para proteção contra derramamento de café.

De todas a mais legal era um sistema contra quedas, que quando detectava uma aceleração vertical súbita acionava quatro micro-jatos que estabilizavam o computador e o pousavam suavemente no chão. Uma bobagem divertida, que como toda bobagem de internet rendeu hordas de inocentes perguntando se era verdade.

Veja a gracinha:

stasevich — Lenovo Flying Laptop

Pois bem, graças à Apple agora é verdade. Ou pode vir a ser. Em uma patente a empresa propõe diversos métodos para proteger dispositivos portáteis.

A lógica é que por mais safiras, gorilas e alumínio transparente que se use as telas sempre serão a parte mais frágil dos dispositivos, e quedas em ângulos desfavoráveis tendem a concentrar energia nos lugares errados, trincando-as. Idealmente um aparelho deveria cair sempre de costas, espalhando e dissipando a energia do impacto, deixando que os componentes internos a absorvam, em vez da tela.

A solução mais simples é passar manteiga nas costas do aparelho, ou amarrá-lo em um gato, mas geralmente isso não é prático para quem guarda celular no bolso da calça. A Apple pensou então em uma alternativa: usar o vibrador.

for-htc-one-m8-vibrator-b60958

A tremida que o celular dá em modo silencioso é feita com algo muito simples: um motor com um peso desbalanceado na ponta. Isso causa uma vibração que, em motores maiores destruiria o equipamento, mas em um celular é o suficiente apenas para fazer o bicho vibrar.

A idéia da Apple é usar algoritmos que calculem o ângulo da queda, posição inicial do aparelho, movimento relativo e preveja em que ele irá cair. Caso não seja no ângulo ideal, o vibrador é acionado, e graças a conceitos físicos fundamentais do Universo, como conservação de momento angular e inércia, efeito giroscópico, etc, o celular irá girar em resposta ao motor.

É como uma roda de reação, mas não em um satélite, e sim em um celular.

Idealmente seriam preciso dois vibradores, para girar o aparelho em dois eixos, mas a patente da Apple vai além. Sugerem superfícies aerodinâmicas que se estenderiam, controlando o “vôo” e até reservatórios de gás para criar retropropulsores e pousar suavemente o gadget.

Viagem? Talvez, mas os antigos MacBooks já vinham com acelerômetros, detectava quando um Mac caía no chão e comandava o HD para mover as cabeças de leitura/gravação para longe da área de dados. Ah, e dava pra brincar de MacSaber.

Fonte: AI.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários