Meio Bit » Arquivos » Hardware » HTC One M9 também pode contar com display Quad HD

HTC One M9 também pode contar com display Quad HD

Fontes afirmam que HTC pode quebrar tradição e lançar o One M9, seu futuro smartphone de ponta com um display maior de 5,5 polegadas e resolução Quad HD

02/12/2014 às 13:31

htc-one-m8

A HTC tem nos últimos tempos lançado excelentes aparelhos de ponta, apesar da complicada situação da companhia. O HTC One foi considerado por vários veículos o melhor smartphone de 2013, e seu sucessor também não fez feio nesse ano.

Porém eles possuem uma característica em comum: são menores do que os aparelhos da concorrência. Não que isso seja um problema, muita gente prefere smartphones mais compactos, mas fabricantes como LG e Samsung apostam em modelos maiores quando o assunto é high-end. E ao que tudo indica a empresa de Taiwan vai a partir de 2015 seguir nessa direção também.

Rumores vindo de um site chinês apontam para novas informações acerca do HTC One M9, desta vez sobre suas dimensões e resolução. De acordo com a postagem a fabricante vai se render à Guerra da Resolução, já que o aparelho tem grandes chances de vir com um display Quad HD de 5,5 polegadas, idêntico ao presente no LG G3. Além dele o Galaxy Note 4 e o Moto Maxx também são aparelhos com a mesma característica, e o Xperia Z4 da Sony também terá uma tela de altíssima resolução.

Não é que seja um problema, mas a HTC preferiu remar contra a maré nos últimos dois anos e mesmo que a companhia não esteja bem, o One e o One M8 foram muito elogiados, entre outras coisas por não serem "mais do mesmo". Informações divulgadas anteriormente indicam que ele vira com o Snapdragon 805 da Qualcomm (ou o 810, se ele demorar muito a ser lançado), 3 GB de RAM e bateria de 3.500 mAh.

Porém há algo mais para lamentar: a possível ausência da tecnologia UltraPixel. O sensor que é capaz de fazer mais com menos pode ser substituído por um comum de 16 MP com estabilização óptica de imagens.

Isso pode ser um problema para a HTC: ao seguir na mesma direção que seus concorrentes ela perde o fator diferencial e se torna mais uma fabricante de Androids, e muito do mercado que conquistou com seus modelos passados foi por ter um hardware poderoso e características únicas (o M8 recebeu inclusive o Windows Phone 8.1). Se não conseguir convencer o consumidor que o M9 vale a pena sem apelar para o preço, verá sua fatia de mercado, que já não é grande se reduzir ainda mais.

Fonte: DT.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários