Meio Bit » Arquivos » Games » Elite: Dangerous perde o prometido modo offline

Elite: Dangerous perde o prometido modo offline

Após prometer modo offline para o Elite: Dangerous, desenvolvedora volta atrás e simulador espacial só poderá ser jogado se estiver conectados.

17/11/2014 às 8:30

elite-dangerous

Ao lado do Star Citizen, o Elite: Dangerous promete ser um dos melhores “simuladores” espaciais dos últimos anos, mas quando a criação da Frontier Developments finalmente for lançada, o que deverá acontecer no dia 16 de dezembro, infelizmente os jogadores não terão acesso a um modo offline.

Prometido durante a campanha no Kickstarter que ajudou a arrecadar os US$ 13 milhões gastos na produção, O CEO do estúdio explicou porque eles decidiram eliminar a possibilidade de jogarmos sem a companhia de outras pessoas.

Uma experiência totalmente offline seria inaceitavelmente limitada e estática se comparada à experiência dinâmica e sempre em desdobramento que estamos entregando,” disse David Braben. “Estar online nos permite curar e evoluir constantemente a galáxia, com historias se desdobrando de acordo com as ações dos comandantes. A exploração também é um fator chave e é importante que aquilo que o jogador solitário explore se iguale a o que os outros jogadores explorarão, seja no single ou no multiplayer – um mundo complexo e coerente – algo que atingimos.

Hoje em dia tem se tornado cada vez mais comuns estarmos conectados para jogar e entendo o ponto de vista da Frontier Developments, pois concordo que dependendo do estilo, um título pode se tornar muito melhor se a desenvolvedora puder fazer mudanças constantemente em sua estrutura. Contudo, vejo com uma certa preocupação essa tendência.

O primeiro problema é que eles haviam prometido que o Elite: Dangerous poderia funcionar offline, o que evidentemente já gerou muitas reclamações entre aqueles que colocaram dinheiro na campanha de financiamento coletivo e também não me parece correto fazer esse anúncio faltando apenas um mês para o lançamento do jogo.

Porém, o que realmente me incomoda é a incerteza sobre o futuro do game e os problemas de conexão com os servidores. Recentemente comecei a jogar o Destiny e por diversas vezes tive que recomeçar algumas longas missões simplesmente porque o meu console parou de conversar com os servidores do jogo, algo extremamente irritante e que pelo o que tem sido mostrado pela indústria, deverá se tornar cada vez mais comum.

Fonte: Gamespot.

relacionados


Comentários