Meio Bit » Baú » Mobile » Procurador quer que Apple e Google abram criptografia para a polícia

Procurador quer que Apple e Google abram criptografia para a polícia

Procurador-geral dos EUA quer que Apple e Google mantenham backdoors em sua criptografia a fim de permitir acesso a dados dos usuários para a polícia

01/10/2014 às 13:30

eric-holder

É, parece que a atitude da Apple e do Google em proteger a segurança do usuário está irritando bem mais órgãos de segurança do que se imaginava. Antes recursos opcionais, o iOS 8 e futuramente o Android L agora lacram os dados do usuário por padrão, dando-lhes as chaves de acesso de forma que ninguém, nem ambas empresas tenham acesso.

Depois do diretor do FBI declarar que isso não será tolerado e do detetive-chefe da polícia de Chicago dizer que o iPhone agora é a escolha número um de pedófilos, chegou a vez do procurador-geral dos Estados Unidos Eric Holder meter o nariz.

Segundo declaração de Holder feita ontem, as novas ferramentas de segurança do iOS e as anunciadas para o Android L "dificultam a investigação da polícia e de outros órgãos governamentais" e que em casos de sequestros, investigações de pedófilos e etc., o acesso aos dados é essencial. Para o procurador-geral, a atitude de ambas empresas "coloca as crianças em risco", numa clara tentativa de apelação ao FUD para conseguir o apoio da população norte-americana.

O que Eric Holder sugere é que tanto Apple quanto Google criem "backdoors restritas", acessos para os órgãos de direito terem acesso aos dados dos usuários quando quiserem, mas que mantenham uma camada de segurança e privacidade para os usuários. Eu não sei vocês, mas uma vez que você entregou uma chave de acesso a uma outra pessoa a segurança foi pra cucuia. O que ambas empresas estão fazendo é seguindo à risca o ditado "três pessoas podem guardar um segredo se duas delas estiverem mortas". O que FBI, NSA e outros órgãos de segurança dos EUA estão fazendo é ignorar a inocência presumida, tentando impedir que uma tecnologia que é benéfica para a grande maioria dos usuários seja utilizada porque alguns imbecis e criminosos irão usá-la para o mal.

Ao jogar na mão do usuário a responsabilidade por seus dados (de modo automático, já que muita gente nunca ativou a criptografia de dados), Apple e Google se livram de potenciais abacaxis como futuras versões do Fappening ou vazamentos de larga escala, além de evitar serem taxados como colaboradores da NSA e cia. limitada. No fim das contas Edward Snowden serviu para que as empresas se movessem e aumentassem a segurança de seus dados, e quanto aos órgãos do governo, que invistam o orçamento deles e desenvolvam ferramentas próprias, tão casca-grossas que seu uso fora do cenário designado seja inviável, tanto tecnicamente quanto financeiramente. O que não vamos aceitar é dizerem que o sistema é seguro a ponto de proteger meliantes. Crimes acontecem, com criptografia ou não.

Fonte: WP.

relacionados


Comentários