Meio Bit » Baú » Games » No início, loja do Gear VR distribuirá todos os jogos gratuitamente

No início, loja do Gear VR distribuirá todos os jogos gratuitamente

Oculus VR revela que eles não conseguiram desenvolver um sistema de cobrança e que por isso inicialmente os jogos presentes na loja do Gear VR terão que ser distribuídos gratuitamente. Desenvolvedores não estão satisfeitos.

25/09/2014 às 8:30

gear-vr

Você provavelmente conhece o Gear VR, acessório que a Samsung anunciou há algumas semanas e que transformará o Galaxy Note 4 em um dispositivo de realidade virtual. Mesmo parecendo um pouco estranha, a ideia tem seus méritos, principalmente por ser uma tentativa de difundir a tecnologia, mas aqueles que desenvolvem jogos para os aparelhos da Oculus VR não estão muito satisfeitos com a maneira como suas criações serão distribuídas.

O problema é que o meio para obtermos os jogos para o Gear VR será através da Oculus Home, uma loja que inicialmente apareceria apenas com a chegada do Oculus Rift, o que só acontecerá em 2015, mas alegando falta de tempo, o vice presidente da Oculus, Nate Mitchell, revelou que inicialmente os títulos terão que ser distribuídos gratuitamente.

Nós lançaremos o Gear VR sem monetização na Oculus Home. Pagamentos são difíceis, nós não conseguimos desenvolver nossa infra-estrutura de pagamentos tão rápido quanto gostaríamos.

Eu compartilho o sofrimento deles [desenvolvedores]. Realmente compartilho. Isso não é onde gostaríamos de estar, gostaríamos de ter uma infra-estrutura de pagamento. A verdade é que, estamos atrás de onde gostaríamos de estar e estamos trabalhando o mais rápido que podemos para chegar a este lugar.

A dúvida para os criadores de jogos agora é: distribuir seus títulos sem receber nada por eles ou esperar a situação normalizar e perder a chance de se destacar quando a concorrência será menor?

A verdade é que tal situação beira o ridículo, afinal estamos falando de um acessório para um produto de uma empresa gigantesca e que está sendo desenvolvido por outra que recentemente foi adquirida por US$ 2 bilhões. Sendo assim, será que ninguém consegue criar uma sistema de cobrança para eles? Nem terceirizar essa parte seria uma opção?

Não sei, eu odeio duvidar das declarações dadas por executivos de companhias, afinal estaria lhes considerando mentirosos, mas neste caso se torna difícil acreditar nas palavras de Nate Mitchell, pois não é possível que eles sejam tão incompetentes assim.

Fonte: Polygon.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários