Meio Bit » Baú » Games » Criador anuncia sucessor espiritual do Clock Tower

Criador anuncia sucessor espiritual do Clock Tower

Para criar o Project Scissors, jogo que servirá como sucessor espiritual do Clock Tower, idealizador da série contará com a ajuda do designer de criaturas do Silent Hill e Takashi Shimizu, o diretor do filme Ju-On.

23/09/2014 às 13:00

clock-tower

Pouco depois de ter adquirido o meu primeiro PlayStation, fui até a locadora que frenquentava e no meio de tantos jogos, um chamou minha atenção por sua capa que mostrava um homem segurando uma enorme tesoura toda ensanguentada. Resolvi dar uma chance a aquele game do qual nunca tinha ouvido falar e foi assim que conheci a série Clock Tower.

Sem todo o esplendor ou a popularidade de outros survival horrors como Resident Evil ou Silent Hill, a criação de Hifumi Kouno se destacava por nos colocar na pele de uma personagem indefesa, que basicamente tinha que se esconder do vilão e resolver alguns quebra-cabeças enquanto avançava na história.

Infelizmente a franquia da Human Entertainment nunca estourou, com o seu último capítulo, este criado pela Capcom, tendo sido lançado em 2002 para o PlayStation 2 e desde então os fãs sonham com um retorno, o que de certa forma deverá acontecer em breve.

Conhecido por enquanto como Project Scissors, o jogo é um projeto independente da Nude Maker que dará início a uma série e nele estaremos a bordo de um cruzeiro que se transformou no cenário de diversos assassinatos e o que torna o projeto bastante promissor são os profissionais que estarão envolvidos nele.

Além do próprio Kouno, que assinará o jogo como diretor, também participarão Masahiro Ito, mais conhecido como o designer de ambientes e criaturas da série Silent Hill e Takashi Shimizu, diretor do excelente filme Ju-On, que depois foi adaptado por Hollywood e lançado como O Grito.

Hifumi Kouno disse que a ideia é manter aquilo que conseguiu entregar com os primeiros Clock Towers, que era o alto nível de suspense e o medo do desconhecido e como ele afirma que se preparou por cinco anos para esse jogo, a expectativa é a melhor possível.

A única coisa que preocupa nesta notícia são as plataformas em que o Project Scissors deverá parecer, que são os dispositivos Android e iOS, além do PlayStation Vita. Um jogo assim eu adoraria poder jogar de forma mais imersiva, o que acho que está longe de ser possível num portátil e como a Sony tem ignorado veementemente o seu aparelho no ocidente, acho que só nos restará os tablets e smartphones, se é que o título um dia aparecerá por aqui.

Fonte: Rely on Horror.

relacionados


Comentários