Meio Bit » Arquivos » Áudio e vídeo » U2 e Apple preparam novo formato de música contra a pirataria

U2 e Apple preparam novo formato de música contra a pirataria

Em entrevista à Time, a banda U2 revela que está trabalhando junto com a Apple em um novo formato de música para proteger artistas menores da pirataria

18/09/2014 às 15:00

u2

O U2, para quem não sabe (se é o seu caso, shame on you!) foi uma das maiores bandas de rock dos anos 1980, 1990 e início dos anos 2000, e embora andasse um pouco sumida na mídia especializada por conta de um último álbum não lá muito bem recebido, ainda é reconhecida com uma força gigantesca no cenário musical, principalmente pelo engajamento do vocalista Bono com causas sociais.

Corta para 2014. Embora muita gente tenha chiado à beça com a stunt que disponibilizou o novo álbum da banda Songs of Innocence de graça para todos os usuários do iTunes, a verdade é que a parceria do U2 com a Apple é de longa data, vide o iPod U2 Edition e os dispositivos e acessórios da marca (PRODUCT)RED. Agora a dupla planeja salvar a indústria da música como um todo.

Em entrevista à revista Time (cuja íntegra só será publicada no dia 29), Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr. confirmaram o que foi dito no keynote da Apple na semana passada, que a parceria entre eles e Cupertino continuaria a dar frutos. Agora o foco se volta para a produção de conteúdo musical, mais precisamente na proteção de pequenos músicos da pirataria. Para bandas como o U2 e o Iron Maiden, viver exclusivamente de suas turnês pra lá de lucrativas acaba por minimizar as perdas que todos os músicos sofrem desde sempre com o compartilhamento irrestrito de músicas, desde que o formato Mp3 surgiu e foi popularizado por programas de compartilhamento como Napster, Kazaa, eDonkey e posteriormente a divisão de discos da Locadora do Paulo Coelho. Mas e os pequenos?

Na visão do U2, como forma de garantir que os músicos de menor expressão (assim como compositores, que não excursionam de fato) possam viver de seu trabalho e não mais serem ameaçados com a pirataria, a banda se uniu à Apple em prol de desenvolver um novo formato de arquivo de áudio, o que nas suas palavras vai simplesmente "salvar a indústria da música". Bono diz que seu plano é fornecer algo tão excitante que vai provocar no ouvinte o desejo de voltar a consumir música efetivamente pagando por ela - ou seja, abrir mão da pirataria de vez.

Se vai funcionar? Difícil dizer. É provável que seja algo além de simplesmente uma nova extensão, mas algo que possa agregar a Beats de Dr. Dre, em especial o Beats Music. Dado o fato que a Apple não comenta nada a menos que esteja pronta para compartilhar seus novos produtos, pode demorar um pouco para vermos o que a maçã e a turma do Bono estão aprontando.

De minha parte, acredito que um bom serviço e vantagens como a iTunes fez desde sempre, assim como oSteam conseguiu no mercado de games para PC é o melhor caminho, entretanto erradicar a pirataria como um todo é algo mais complicado. Mesmo que o novo formato seja irresistível do ponto de vista do consumidor, sempre haverá aqueles que não querem gastar um tostão e farão de tudo para quebrar a segurança e burlar o sistema, e nesse caso é bom que a Apple esteja fazendo que suposto novo produto para ao menos resistente contra hackers - totalmente blindado, impossível.

Fonte: T.

relacionados


Comentários