Meio Bit » Arquivos » Internet » Lei proíbe empresas de assediar clientes por reviews negativos

Lei proíbe empresas de assediar clientes por reviews negativos

Lei aprovada pelo estado da Califórnia vai punir empresas em US$ 10 mil, caso venham a assediar clientes por reviews negativos postados nas redes sociais

11/09/2014 às 15:00

free-speech

Imagine a cena: você e seu (sua) noivo(a) recém-casados se hospedam num hotel, estabelecimento esse que vocês economizaram uma grana por um bom tempo para bancar uma estadia de vários dias. Depois da primeira noite, a decepção: o serviço é muito aquém do esperado ou mesmo divulgado pelo estabelecimento. Obviamente você faz uma crítica negativa em sua rede social apontando os defeitos do lugar. Terminada a estadia, você descobre estupefato ao verificar a conta que o hotel te cobrou US$ 500 por cada review negativo que você fez.

Absurdo? Pois aconteceu em Nova Iorque.

O caso envolveu o Yelp, um app e rede social similar ao Foursquare, que indica lugares legais para se conhecer . O Hudson Street Guest House instaurou uma política polêmica, que cobra US$ 500 de seus hóspedes por cada review negativo deixado no app. Óbviamente que o tiro saiu pela culatra, com inúmeras pessoas deixando reviews negativos pela farra, mas o fato é que clientes foram realmente obrigados a pagar a taxa. Outra empresa que sofreu recentemente do chamado "Efeito Streisand" foi a companhia aérea norte-americana de baixo-custo Southwest Airlines, depois de obrigar um pai a sair do avião com dois filhos pequenos depois de ser atendido com truculência no embarque e reclamar no Twitter.

Isso está se tornando incomodamente comum: empresa pequenas (e outras nem tanto) que ao não saberem lidar com a internet e a possibilidade de serem mal avaliadas partiram para a ignorância, assediando o cliente das mais diversas formas. Isso deveria ser algo que alguém com bom senso e uma educação decente sequer pensasse em fazer, mas como as empresas não querem perder dinheiro de forma alguma e preferem prejudicar alguns para não ficar com a imagem manchada com todos (o que acaba tendo efeito contrário na verdade), sobra para a justiça por ordem na casa.

O governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger Jerry Brown assinou uma lei que proíbe que empresas pratiquem esse golpe baixo em seu estado, sob ameaça de multa de US$ 10 mil por ocorrência caso imponham políticas agressivas desse tipo. O texto da lei pode ser conferido aqui, e impedirá abusos como o caso de uma locatária que tentou extorquir um casal de usuários em US$ 3,5 mil por causa de um review negativo.

O engraçado nessa história é que os Estados Unidos tem um histórico de proteger a liberdade de expressão a qualquer custo, entretanto essa forma de impedir os consumidores de falarem mal das empresas é uma forma de evitar perder dinheiro, já que uma avaliação ruim pode afugentar outros clientes em potencial. Só que ao fazer isso você via motivo de chacota, como o hotel de Hudson pode atestar hoje em dia.

Fonte: GOM.

relacionados


Comentários