Meio Bit » Baú » Indústria » Microsoft está pagando a NFL para fazer propaganda de tablet "tipo iPad"

Microsoft está pagando a NFL para fazer propaganda de tablet "tipo iPad"

A Microsoft pagou uma bela quantia de dinheiro para colocar seus tablets nas mãos de jogadores e técnicos da NFL. Só que esqueceram de avisar os comentaristas da TV qual era o nome do tablet.

08/09/2014 às 14:09

surface-tab-nfl-sign

Imagine que você é um gerente de marketing da Microsoft e tem a brilhante ideia de transformar o Surface Pro 2 em uma ferramenta com visibilidade mundial.

Poucas coisas seriam tão efetivas para mostrar sua confiabilidade, flexibilidade, durabilidade e tantas outras "-ades" que os publicitários adoram, quanto colocar esse produto nas mãos de campeões mundiais jogadores e técnicos da NFL, principal liga profissional de futebol americano. Certo?

Então, não é tão simples.

Há um ano, a Microsoft anunciou uma parceria de exclusividade da NFL que custou nada menos que US$ 400 milhões. Não é dinheiro de pinga, nem pra Microsoft.

Esse contrato inclui conteúdo interativo para o Xbox One, além do já citado uso do Surface Pro 2 para os atletas e comissão técnica durante os jogos.

Mas como você pode ver neste vídeo, faltou um pequeno detalhe a ser divulgado. O nome do gadget.

surface-ipad-commercial

Ontem, durante um jogo entre New Orleans Saints e Atlanta Falcons (go Falcons!), os comentaristas da Fox Sports mencionaram que Drew Bress "não estava assistindo um filme em seu iPad".

Na verdade ele estava estudando as táticas do time da Geórgia, em sua ferramenta "tipo iPad".

Não foi culpa da NFL. "Talvez o problema seja uma certa ignorância da Fox, pra variar...". Ok, em parte sim.

No final das contas, quem vai fazer a informação chegar ao consumidor, é a mídia, o veículo. No caso, a TV.

Não adianta nada fazer um Surface aparecer na TV, se para o público em geral, iPad é sinônimo de Tablet.

Fonte: ZDNet.

Aqui, claro, existe um mérito gigante da Apple por saber se colocar no mercado de forma que suas marcas tenha destaque sobre seus concorrentes.

Faltou à Microsoft, portanto, o feeling de que seria necessário investir na linguagem de quem se comunica com seus clientes. Quem gera o conteúdo pra ele. Conversar com os comentaristas, com as TVs.

Por um lado, é legal ver que a empresa está tentando avançar neste segmento, buscando atingir o grande público. E sem mentir!

Por outro, já passou da hora de suas equipes publicitárias entenderem que este mesmo grande público não conhece o Surface como Surface.

Do jeito que foi feito, a Apple agradece. Vai ter um monte de fã do esporte nos EUA achando que o tablet que seus atletas favoritos usam é um iPad.

Fonte: The Verge.

relacionados


Comentários