Meio Bit » Baú » Mobile » Google vai ressarcir US$ 19 milhões em microtransações nos EUA

Google vai ressarcir US$ 19 milhões em microtransações nos EUA

Google aceita decisão da FTC e vai reembolsar um total de US$ 19 milhões para pais de crianças que saíram gastando dinheiro em microtransações na Play Store

05/09/2014 às 13:30

microtransactions

Hoje em dia a farra das microtransações virou um caso sério. Como os pais não estão nem aí para o que os filhos andam fazendo desde que fiquem quietos em seus smartphones e tablets, não são raras ocasiões em que os pimpolhos gastam fortunas com moedas verdes ou qualquer item pago dentro de joguinhos, e só então os digníssimos progenitores se manifestam: obviamente colocando a culpa nas lojas digitais e não em sua própria inabilidade em educar.

A Apple já passou por um sufoco do tipo, e agora o Google foi obrigado a morrer em uma boa grana ressarcindo pais relapsos.

A FTC ordenou que Mountain View pague o montante de US$ 19 milhões a usuários dos Estados Unidos como forma de ressarci-los devido o que considera "prática desleal": deixar que crianças saiam comprando tudo o que aparece dentro dos apps da Play Store, porque os pais foram descuidados o bastante e deixaram os dados do cartão de crédito disponíveis para que seus pimpolhos fizessem a festa. Nos Estados Unidos, a terra onde qualquer coisa é passível de processo, os pobres pais não podem ser responsabilizados se seus filhos gastam todo o seu dinheiro: são as lojas digitais que devem impedir que as operações sejam feitas por menores.

PAra a FTC, "os consumidores não devem pagar nada que não autorizaram". Eu questiono isso. Se o pai foi ausente a ponto de largar um iPad ou um Nexus 7 na mão do filho com um cartão de crédito cadastrado na conta, é sua responsabilidade se a criança sair fazendo compras e não da loja. Entretanto, a FTC parte do princípio que "os pais não autorizam" e "a criança não sabe o que está fazendo", responsabilizando inteiramente a loja e os desenvolvedores dos apps. Tudo bem que algumas ofertas são escandalosas e muito suspeitas tentando enganar o usuário, mas se você é pai ou mãe, basta não cadastrar um cartão de crédito e não deixar esses dados serem facilmente acessados por seus filhos.

O Google, para não ter mais que passar por isso aceitou pagar a grana (OK, troco de pinga, mas ainda assim...) e anunciou que realizou mudanças na Play Store "de modo a permitir a melhor experiência possível".

Fonte: WP.

relacionados


Comentários