Meio Bit » Baú » Mobile » Microsoft pode revelar novo Windows no fim de setembro

Microsoft pode revelar novo Windows no fim de setembro

Ao que tudo indica, Microsoft pretende anunciar a mais nova versão do Windows em evento a ser realizado em breve; data mais provável é dia 30 de stembro

22/08/2014 às 12:32

next-windows

Agora vai: segundo fontes internas próximas ao desenvolvimento de seu novo sistema operacional, a Microsoft planeja realizar um evento no dia 30 setembro para fazer o anúncio oficial do até agora conhecido como Windows Threshold, que pode ou não vir a se chamar Windows 9.

Fontes já haviam dado a dica que Redmond estava se preparando para apresentar o preview do Threshold, já que a data de lançamento permanece a mesma: primavera de 2015 no hemisfério norte. Como nada do SO foi visto ainda, e a janela entre o lançamento do preview e sua chegada às lojas é pequena, a Microsoft estaria disposta a liberar uma única versão de testes um pouco mais chatinha: como forma de otimizar o Threshold nesse pouco tempo disponível, os usuários que tiverem acesso ao sistema estarão sujeitos a atualizações automáticas obrigatórias, como forma de otimizar o programa com base no feedback de usuários finais e fabricantes de computadores.

A expectativa geral é que o Threshold entregue tudo aquilo que os usuários sentiram falta no Windows 8. A principal reclamação, a falta do Menu Iniciar será sanada, ainda que ele se comporte de modo diferente em comparação ao presente no Windows 7. Além disso a Microsoft não vai mais insistir no Modern UI, realizando uma separação de ambiente definitiva: embora presente, a interface será desativada por padrão em desktops e notebooks. Já os tablets que rodam a versão x86 do sistema operacional não terão mais a Área de Trabalho clássica. Dispositivos híbridos, como o Surface Pro 3 e similares transitarão entre os dois ambientes de forma automática: tudo depende do Windows detectar um teclado conectado ou não. Outras modificações seriam o fim da Charms Bar e a permanência dos apps Modern, embora eles passem a ser executados em modo janela como qualquer outra aplicação x86.

A verdade é que a Microsoft está preocupada. As mudanças executadas por Satya Nadella buscam tornar a empresa mais ágil, capaz de responder às mudanças de paradigma mais rapidamente e não ficar defasada em relação aos seus concorrentes. Ainda que o Windows seja o líder em desktops, é fato que o Mac OS X e distribuições Linux evoluem mais rápido, e a ideia é permitir que o SO possa acompanhar o ritmo de seus concorrentes.

Fonte: TV.

relacionados


Comentários