Meio Bit » Baú » Fotografia » Fotografia de Natureza — na cidade

Fotografia de Natureza — na cidade

E no Dia Mundial da Fotografia peço licença aos leitores do MeioBit para colocar aqui no site uma pequena experiência pessoal.

19/08/2014 às 15:32

Sim amigos, hoje é o Dia Mundial da Fotografia. Foi em 19 de agosto de 1839 que o Governo Francês anunciou a invenção do Daguerreótipo ao mundo e tornou de domínio público o conhecimento necessário para produzir a fotografia.

Todo mundo sabe onde essa história acabou. Partimos de câmeras que necessitavam de 8 minutos para fazer uma foto e chegamos em celulares que fazem a imagem e já a mandam para redes de compartilhamento, tornando a fotografia uma das fontes de produção de conteúdo mais massificadas da história.

fotografia_natureza


Só que o tema deste texto não é uma homenagem à fotografia e sim o seu uso de maneira descompromissada. Quando comecei na fotografia eu tinha o intuíto apenas de me divertir. Uma maneira de relaxar e tentar fazer uma coisa que me trouxesse realização pessoal. Depois veio o lado profissional e essa fotografia moleque, marota, meio que se perdeu. Sou obrigado a relembrar e praticar esse meu lado toda vez que me sinto sufocado. Hoje, o cidadão já compra uma câmera pensando em ganhar dinheiro, sem nem saber ligar o equipamento. Então resolvi trazer esse sentimento para meus companheiros e alunos.

No começo de 2014 fui convidado a ministrar um curso de fotografia na Oficina Cultural Timochenco Webih de Presidente Prudente. Como tive liberdade para escolher o tema, me decidi por fotografia de natureza. Não existe uma modalidade na fotografia mais bacana do que fotografar natureza (opinião pessoal). O detalhe é que o intuito era fotografar a natureza sem sair da cidade. O objetivo do curso se baseou em duas observações. A primeira é que nosso olhar urbano é desatento por conta da velocidade com que as coisas acontecem. Não observamos e não nos importamos com o que nos cerca. A segunda observação é que a natureza se encontra em todos os lugares. E por mais que você tente concretá-la ela encontra um jeito de prevalecer.

O workshop consistiu em uma aula teórica básica e três aulas práticas onde saímos para caçar a natureza em nosso dia a dia, nos locais mais cotidianos. Digo que foi reconfortante reencontrar esse meu lado e mais uma vez contemplar uma obra tão divina. Não vou entrar aqui em nenhum tema espiritual, mas pergunto quem nunca perdeu um tempo para contemplar as estrelas em um dia de Lua Nova ou parou para apreciar o canto de pássaros. Se você nunca teve esse privilégio por conta de sua vida atribulada, então fico muito triste por você. Da mesma forma, não conheço fotógrafos de natureza que sejam depressivos, ranzinzas, indispostos ou superficiais. O segredo aqui é a humildade perante tamanha obra de arte e ser um aventureiro em busca da imagem perfeita, ou simplesmente de uma satisfação em fazer parte desta obra.

Só para demonstrar o que encontramos, aqui vai uma pequena amostra da produção dos alunos durante o Workshop.

http://www.youtube.com/watch?v=plBne1mtLUMGilson Lorenti — Fotografia de Natureza

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários