Meio Bit » Arquivos » Games » Assassin's Creed dará adeus à sétima geração em 2014

Assassin's Creed dará adeus à sétima geração em 2014

CEO da Ubisoft declara que franquia já deu o que tinha que dar no PS3 e Xbox 360; Assassin's Creed: Rogue será o último título para a sétima geração

19/08/2014 às 14:32

assassins-creed-rogue

Assassin's Creed finalmente chegou aos termos com a sétima geração. Ao menos este é o entendimento do CEO da Ubisoft Yves Guillemot, ao ver o que a empresa conseguiu com Assassin's Creed: Rogue, o canto do cisne da franquia no PS3 e Xbox 360. A partir de 2015, o foco se voltará para a geração atual.

O motivo de Guillemot desejar que a Ubisoft se foque no PS4 e Xbox One é simples e honesto: dinheiro. Diferente de outras empresas que podem vir a declarar que a sétima geração não é mais capaz de entregar a experiência que estão dispostos a criar, o CEO disse com todas as letras durante a entrevista que por enquanto, a presença de um título da franquia no PS3 e Xbox 360 é aceitável por que os títulos ainda vendem bem, entretanto a base instalada dos novos consoles aumenta rapidamente (10 milhões de PS4 e 5 milhões de Xbox One vendidos em nove meses), e por isso ele foi categórico:

O que percebemos é que em 2014 ainda está tudo bem para o PS3 e Xbox 360, mas para o próximo ano, como os novos consoles estão vendendo tanto em tão pouco tempo nós nos voltaremos para eles. (…) A partir de 2015, será difícil criar novos títulos da franquia para os consoles da sétima geração.”

Querendo ou não estamos caminhando para a iminente morte dos consoles de sétima geração. Quem acompanhou a E3 e a Gamescom viu que o foco das third parties se concentra principalmente no Xbox One e no PS4. Os velhos PS3 e Xbox 360, apesar de declarações afirmando o contrário, não receberão títulos novos por muito mais tempo. A boa recepção de ambos os consoles por parte do público (ainda que o Xbox One venda metade de seu rival) reforça ainda mais o desejo dos desenvolvedores de pularem de vez para a nova geração.

Ao menos a despedida da saga dos assassinos dos consoles trará um fator novidade (mas nem tanto): Assassin's Creed: Rogue se passará num período de tempo entre os acontecimentos de AC IV: Black Flag e AC III e trará como protagonista Shay Patrick Cormac, um jovem assassino que começa a questionar os métodos de seu clã, levando-o a tomar uma decisão polêmica: ele deserta para o lado da Ordem dos Templários. Com essa desculpa de roteiro a Ubisoft não precisou desenvolver uma nova jogabilidade, já que em boa parte do título você atuará como um assassino, para só então se tornar um “caçador de assassinos”, utilizando suas habilidades contra seu antigo grupo.

Vale a pena ler a entrevista completa, onde Guillemot também explicou por que a Ubisoft não se esforça tanto com a Nintendo.

Fonte: GI.

relacionados


Comentários