Meio Bit » Baú » Games » FIFA 15 não terá times do campeonato brasileiro

FIFA 15 não terá times do campeonato brasileiro

EA joga um balde água fria nos amantes do futebol e anuncia que o FIFA 15 não terá clubes brasileiros. Porém, não jogue a culpe na empresa, mas sim na desorganização do esporte por aqui.

31/07/2014 às 8:30

fifa-15

Devido a chinelada que tomamos na Copa do Mundo e as bizarrices cometidas posteriormente pela CBF, isso nem seria necessário, mas para mostrar de uma vez por todas que o futebol brasileiro está no fundo do poço, a EA Sports fez um anúncio que deverá frustrar os apaixonados pelo esporte bretão e principalmente, todos que jogam FIFA.

Alegando mudanças no processo de licenciamento dos jogadores que disputam o nosso espetacular campeonato nacional, a desenvolvedora revelou não ter conseguido fechar um acordo para ter os clubes do país no jogo e por isso, quando o FIFA 15 for lançado, infelizmente não poderemos jogar com os times que aprendemos a gostar.

Para piorar ainda mais a situação, a empresa não descartou a possibilidade de lançar essas equipes como um DLC, mas afirmou que não existem planos para que isso aconteça, portanto, é bom começar a pensar com qual time estrangeiro você jogará o modo carreira na próxima versão.

Mas como falar de FIFA sem citar o seu principal concorrente é praticamente impossível, vale dizer que no Pro Evolution Soccer 2015 os clubes brasileiros estarão presentes, inclusive com atualizações semanais, assim como vemos nos times da Europa e um dos funcionários da Konami inclusive aproveitou para fazer piada com a situação.

Porém, antes de sair por aí cuspindo marimbondos contra a EA, é bom deixar claro que a culpa não parece ser da empresa, que através do seu gerente de negócios, Jonathan Harris, deu uma explicação à ESPN que explica bem o estado lamentável do futebol por aqui:

"O motivo é por conta de direitos dos jogadores, e não dos clubes. A gente não está confortável com a cobertura em relação aos direitos dos jogadores. Enquanto a gente busca uma solução para garantir que não tem nenhum risco, a melhor forma foi tirar os times e os jogadores. Sem os jogadores a gente não pode ter os clubes.

Esse é o problema. Não tem uma associação. Essa é a maior dificuldade. No caso dos clubes, a gente tem que negociar com cada clube. Não tem uma liga que tem o direito dos clubes. Na NFL, tem a NFLPA, uma associação dos jogadores. Você negocia com eles e consegue esses direitos. Quando eles levantaram essa questão, ficamos na dúvida. Enquanto não temos essa garantia, o melhor caminho é tirar os jogadores."

Quem também saiu em defesa da EA foi a advogada Gislaine Nunes, que afirmou que a não ser que a desenvolvedora tenha uma autorização clara de cada atletas, já que não existe uma associação responsável pelos direitos de imagens deles no Brasil, a EA poderia inclusive ser acionada retroativamente, sendo obrigada a pagar uma porcentagem sobre a venda dos jogos.

Portanto caro torcedor, não bastava sermos eliminados em casa levando mais de meia dúzia de gols, não bastava termos ingressos caríssimos e não bastava termos no comando das equipes dirigentes e técnicos com conceitos pré-históricos. Agora a desorganização do futebol brasileiro também afeta nossas partidas virtuais, último reduto para quem ainda queria ver um clube daqui derrotando um gigante europeu e diante tudo isso, alguns ainda não entendem porque a molecada parece gostar mais do Barcelona, do Manchester United ou do Bayern de Munique.

Fonte: G1.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários