Meio Bit » Baú » Games » Mercado de consoles japonês caiu 16% em 2013

Mercado de consoles japonês caiu 16% em 2013

Mercado de games mobile lucrou 5,1 bilhões de dólares no Japão em 2013, bem à frente dos US$ 4 bilhões que os consoles fizeram no mesmo período

30/07/2014 às 16:00

market-consoles-japan

E não é só a Nintendo que não anda muito bem das pernas, pelo menos lá no Japão. De acordo com o report anual da Japanese Computer Entertainment Supplier's Association conseguido pelo analista Serkan Toto, o mercado de consoles em geral sofreu uma grande queda entre 2012 e 2013, enquanto que o de games mobile só cresce.

O documento detalha que entre o período de um ano, as vendas totais do mercado de videogames, sejam software ou hardware caíram de 4,8 bilhões de dólares em 2012 para meros US$ 4 bilhões em 2013. Isso representa em encolhimento de 16% no mercado em apenas 12 meses. O declínio nas vendas foi de fato bem distribuído, não havendo crescimento de nenhuma forma: as vendas de hardware caíram de US$ 1,9 bilhão para US$ 1,5 bilhão, enquanto que o lucro dos games despencou de US$ 2,9 bilhões para US$ 2,5 bilhões. O 3DS (chamado de "DS" erroneamente no memorando) foi o console líder de mercado no período, respondendo por 46,7% do mercado (hardware e software). Em seguida vêm o PS3 com 21,8% e o PS Vita com 11,7%. O Wii U não é mencionado e nem o PS4, que só foi lançado no Japão neste ano. De qualquer forma, o novo console da Sony não anda muito bem por lá.

As causas para a quedas das vendas não poderiam ser mais óbvias: os japoneses estão preferindo jogar em dispositivos mobile como smartphones e tablets. Em 2011, o mercado de games exclusivamente para smartphones lucrou apenas US$ 370 milhões. Não foram divulgados números de 2012, mas em 2013 ele saltou para US$ 3,5 bilhões. Em geral, os games mobile lucraram US$ 5,1 bilhões no último ano, mais do que todo o mercado tradicional de consoles japonês.

Por que isso acontece? Uma das possibilidades é que ao menos no que diz respeito a consoles portáteis, os japoneses passaram a ver seus smartphones e tablets se tornarem cada vez mais poderosos, e por sua vez receberem títulos cada vez mais bem elaborados. Isso anula a necessidade de carregar dois gadgets: mantêm-se o smartphone que serve pra tudo, enquanto o portátil é encostado. Além disso, o PS4 não está recebendo muitos jogos no arquipélago, ao que dá a entender que a Sony pretende que o console venda sozinho enquanto o Xbox One não desembarca por lá.

O pior é que esta é uma tendência global. Cada vez mais consoles vão se tornando produtos de nicho e pessoas não tão ligadas a games migram pros smartphones e tablets (ou até mesmo browsers), o que se reflete nas vendas. É possível que isso prejudique o mercado em geral a longo prazo, já que não há expectativas de que os lucros com joguinhos mobile vão perder força com o passar dos anos.

Fonte: GI.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários